Últimas

Grupos políticos ou ideologias retrógradas não vão nos conduzir para dias melhores”, ressalta Romero em debate

O candidato a prefeito de Manaus da chapa “Manaus tem Pressa”, Romero Reis (Partido Novo), disse que Manaus merece um prefeito que tenha experiência e que saiba cuidar do dinheiro público.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O duelo no segundo bloco do debate da TV Band Amazonas, na tarde desta quinta-feira (12), foi com o candidato do PCdoB, Marcelo Amil.

“Nós temos total respeito pelo dinheiro do contribuinte. Não acredito que eles vão nos levar para dias melhores. É por isso que estamos aqui: para fazer o que as pessoas necessitam, não aquilo que grupos políticos ou ideologias retrógradas que o senhor representa possam nos conduzir para dias melhores. Essa cidade tem pressa! E ela merece gestores que vão cuidar das pessoas”.

Romero defendeu sua candidatura pelo Partido Novo como uma legenda política que dá exemplo positivo. “O Partido Novo não faz nada que não seja de interesse das pessoas. O partido é mantido com as doações dos seus filiados, nós não usamos fundo eleitoral (recursos e doações). Cada material de nossa campanha é feito com recursos próprios e doações voluntárias. Nós só escalamos as pessoas por processo seletivo e nós vamos fazer isso na administração municipal”, pontuou.

Romero respondeu uma provocação sobre sua vida empresarial, construída com trabalho árduo e renúncias. “Não existe almoço grátis, só em ideologias retrógradas que são representadas pelo senhor! Eu levanto cedo e durmo tarde. Eu passei anos trabalhando nessa cidade e prosperei fruto do esforço pessoal. Se você quiser conhecer nossas propostas entre lá no nosso site: www.romero30.com.br Você vai ver que temos propostas coerentes e que vão respeitar você. Porque a marca da nossa administração é a decência”.

*Administração e economia*

Em segundo round, Romero Reis duelou contra o candidato do PT, José Ricardo Wendling, ao questioná-lo sobre administração pública e prestação de contas. Romero disse como pretende economizar R$ 750 milhões na Prefeitura Manaus.

“Nós vamos bem usar o orçamento, que hoje é de R$ 6,2 bilhões, e que continuará tendo boa arrecadação. O problema de Manaus nunca foi de receita, mas como os grupos políticos que estiveram lá gastaram o dinheiro. Nós vamos economizar R$ 130 milhões de propaganda e marketing; nós vamos fazer compras e contratações enxutas, entre outras ações, que vão proporcionar R$ 750 milhões em economia”, explicou em sua resposta. 

Segundo o candidato, é preciso empregar bem essa economia de recursos. “Nós vamos botar para funcionar os postos de saúde, entregar merenda de qualidade. Não dá pra aceitar que uma cidade como Manaus sirva refresco com bolacha motor para os nossos estudantes. A gestão séria de que sabe o que faz vai transformar Manaus e inseri-la entre as 10 melhores para se viver e trabalhar. Estamos cansados de apoios de políticos, o que precisamos é de gestores que tenham compromisso com você!”, finalizou.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.