Últimas

PC prende funcionários que furtaram combustíveis

Na tarde de quinta-feira (12/11), por volta das 17h30, a equipe do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), com o apoio da Delegacia Fluvial (Deflu), prendeu, em flagrante, Andrio Miguel de Oliveira Freires, 30, e Bianor José de Almeida Filho, 54, por furto qualificado. Os infratores foram interceptados em uma balsa, nas proximidades do porto do São Raimundo, zona oeste de Manaus, com 15 tonéis de combustíveis, que tinham acabado de subtrair da empresa em que trabalham.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

De acordo com a delegada Déborah Barreiros, titular do 19º DIP, as diligências em torno do caso tiveram início quando investigadores da unidade policial retornavam de visitas a comunidades ribeirinhas da capital. Na ocasião, a equipe do 19º DIP avistou a embarcação, tipo reboque, com 15 tonéis de combustíveis sendo transportados de forma suspeita.


“No momento da abordagem, Andrio e Bianor se identificaram como funcionários de uma empresa de transportes de produtos derivados de petróleo, e informaram que estavam responsáveis pelos referidos tonéis, os quais continham combustível. Além disso, a dupla relatou que tinha autorização para transportar o produto”, explicou a delegada.

Entretanto, Andrio e Bianor não apresentaram qualquer documentação, e diante disso, a equipe de investigação entrou em contato com outro representante da empresa, que foi ao local, onde estava atracada a embarcação, e informou que não havia autorizado a saída de tal material das balsas de combustíveis da transportadora, mencionou a delegada Déborah.

“Após ser novamente questionado, Bianor acabou confessando que eles haviam subtraído o combustível para comercializar ao preço de R$ 200 cada tonel, que acondicionam em torno de 200 litros de gasolina ou diesel”, disse a titular do 19º DIP.

Procedimentos 

Conduzidos à unidade policial, os infratores foram autuados em flagrante por furto qualificado. Após os trâmites cabíveis, a dupla será encaminhada à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.