Últimas

Empresário repete boa ação e paga contas de luz atrasadas de 100 famílias

Michael Esmond, um empresário da Flórida, EUA, repetiu a bondade do ano passado e resolveu pagar novamente para dezenas de famílias as contas de luz que estavam atrasadas.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Esmond aumentou a oferta este ano por causa da pandemia e cobriu as dívidas de 114 famílias que se livraram de ter a luz cortada.

No total foram 7,6 mil dólares, mais de 38 mil reais, de acordo com Joanne Oliver, supervisora ​​de cobrança de serviços públicos da cidade.about:blank

Ano passado

A generosidade de Michael Esmond começou no ano passado, quando ele pagou as contas de luz de 36 residências na comunidade de Gulf Breeze, EUA.

Este ano, com o furacão Sally e a turbulência econômica induzida pela Covid, ele pensou que precisava aumentar a doação.

“Este ano para mim provavelmente é mais significativo do que no ano passado com a pandemia e todas as pessoas desempregadas tendo que ficar em casa”, disse.

“O furacão Sally nos atingiu com força e feriu muitas pessoas. Ainda temos muitos telhados azuis aqui, onde eles estão apenas cobertos com lonas.”

Mais famílias

Ele disse que conseguiu ajudar três vezes mais famílias este ano porque muitos tinham contas de $ 100 ou menos, então ele pôde ajudar mais pessoas.

Esmond tem 74 anos e é proprietário da Gulf Breeze Pools and Spas. Com a boa açao, ele está retribuindo o que conseguiu com seu negócio.

“Tivemos um bom ano e é por isso que quero compartilhar o que tenho com as pessoas que precisam”, disse.

“Mesmo que nosso país e nossa cidade estejam atualmente passando pelos anos mais difíceis de algumas de nossas vidas, ainda existem pessoas lá fora que são generosas e gentis e realmente querem ajudar os outros”, disse Oliver, um dos beneficiados.

“Ter outras pessoas dentro da comunidade querendo estender a mão e ajudar seus vizinhos, agora é mais importante do que nunca”, completou.

Sofreu na pele

A generosidade de Esmond tem motivo. Na década de 1980 a casa dele ficou em gás.

“Tive problemas para pagar contas e criar três filhas. A companhia fechou o gás e não tínhamos aquecimento. Eu tenho pessoas que sofrem e não são capazes de pagar as contas. Esse é provavelmente um dos maiores motivadores para mim, porque já passei por isso.”

“As pessoas não têm dinheiro para pagar as contas e colocar comida na mesa, então espero fazer minha parte, pagar algumas contas para tirá-las um pouco do estresse na época do Natal”, disse ele.

Fonte: SNB

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.