Últimas

Escolinha de Iniciação Esportiva da Vila Olímpica tem festival de atividades para encerramento do ano

As atividades da Escolinha de Iniciação Esportiva da Vila Olímpica, localizada na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, encerraram-se nesta quarta (09/12) e quinta-feira (10/12) com minitorneios, desafios de habilidades, gincana pedagógica e apresentações durante o horário das aulas. O projeto da Escolinha é uma realização do Governo do Estado, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Os alunos chegaram normalmente, nos respectivos horários de aula, e tiveram uma atividade bem diferente do normal. Na ginástica rítmica e artística, as crianças fizeram apresentações e foram bem avaliadas pelos professores. Já no tênis de mesa, houve um minitorneio entre os alunos, que adoraram a ideia. Aluna da modalidade, Samile Feijão disse que foi muito bom.

“Estamos aqui todas as terças e quintas-feiras, e sempre treinamos bastante. Acho que o torneio é uma avaliação para nós. Eu gostei bastante pois deu para ver onde podemos melhorar e colocar em prática tudo o que aprendemos nas aulas. Eu achei muito bom”, comentou.

De acordo com a mãe da aluna, a autônoma Samara Feijão, a filha alcançou um desenvolvimento bastante notório desde que passou a praticar o tênis de mesa. “Acompanho a minha filha em todos os dias das aulas, e ela obteve bastante desenvolvimento depois que começou a fazer as aulas. Apesar de tantas dificuldades enfrentadas por todos neste ano, estamos aqui para comemorar e finalizar o ano bem”, explicou.

Protocolos – Com a retomada das aulas na Escolinha, no dia 31 de agosto, a Faar criou um novo protocolo pedagógico que preza pelo cumprimento do distanciamento na execução das atividades, reorganizou os horários, diminuiu a quantidade de alunos por turma e otimizou a utilização dos espaços. Segundo o coordenador do projeto, George Fróes, o protocolo foi essencial para o retorno das aulas.

“Diante dessa pandemia, tivemos toda a preocupação de criar um protocolo, com base nas regras de prevenção criadas pelas autoridades da área. Fizemos aquisição de novos materiais para mantermos o distanciamento e higienização dos mesmos. Tudo isso foi importante para a retomada, e assegurou boas aulas aos nossos alunos”, concluiu.

Com o retorno, a Escolinha atendeu mais de 300 alunos nas modalidades de atletismo, basquete, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, tênis de mesa, voleibol e xadrez.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.