Últimas

Espetáculos apoiados pela prefeitura circulam pela cidade e em plataformas digitais

Entre esta terça-feira, 8/12, e quinta-feira, 10/12, espetáculos teatrais dos grupos Cacompanhia e Garagem e o musical “Efêmera” movimentam a cena cultural da capital amazonense, em apresentações presenqwuiciais seguindo os protocolos sanitários contra a Covid-19 e em transmissões on-line nas plataformas digitais.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Os projetos contam com o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais – Lei Aldir Blanc. Toda a programação é gratuita.

Com a proposta de percorrer todas as zonas de Manaus, o projeto “Cortejo”, do grupo Cacompanhia, entra na reta final esta semana. A programação gratuita encerra na quinta-feira, 10, com apresentações dos espetáculos “Balões”, na Casa do Migrante Jacami, em Flores, e “Preciso Falar”, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, no Distrito Industrial. Esta é a primeira vez que a Cacompanhia circula com suas obras pelos bairros da zona urbana de Manaus. Em 2018, a trupe já havia se apresentado em comunidades da zona rural, também com o apoio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais.

Nesta terça, o projeto passa ainda pelo Coroado, e na quarta, 9, chega à Colônia Terra Nova e ao bairro São José 3. Além das sessões presenciais, obedecendo aos protocolos de segurança e prevenção contra a Covid-19, também acontecem transmissões ao vivo dos espetáculos pelo canal do grupo no Youtube, em bit.ly/Cacompanhia. A agenda completa pode ser conferida no site do grupo, em www.cacompanhia.com.

Na agenda desta semana estão os espetáculos “O Palhaço de La Mancha”, “Preciso Falar” e “Balões”, que contam com referências da palhaçaria e do teatro de rua. “O Palhaço de La Mancha” é inspirado na literatura de Miguel de Cervantes, e apresenta uma trupe de palhaços que vivem em uma cidade da Amazônia e saem por aí contando a história de um tal Palhaço de La Mancha.

Já em “Balões”, o palhaço Caco, em um pequeno espaço de seu universo onírico, desafia a gravidade dos afetos, dos encontros e desencontros, das despedidas e dos recomeços, celebrando as saudades com poesia e comicidade. Por fim, em “Preciso Falar”, Lola desenha um mapa de seus territórios, e seus rastros se tornam cartografias, histórias remendadas, porque ligeiramente são silenciadas, apagadas. A palhaça é mulher, negra e resistente, desenhando em solo seu local de fala.

“Efêmera”

Em cartaz desde o último domingo, 6, o espetáculo “Efêmera” conta ainda com mais duas apresentações, nos dias 10 e 27/12, sempre às 19h30, no Teatro Manauara, zona Centro-Sul. A entrada é gratuita e a inscrição deve ser feita previamente por meio do site www.even3.com.br/efemera_musical.

O musical retrata a vida de Donna e Palmer, duas travestis com peculiaridades cativantes. As cenas, que oscilam entre o drama e o humor, contam a história das duas amigas que se encontram em nome do destino. Mais experiente, Donna tenta ensinar um pouco do que aprendeu na vida a Palmer, mais nova, com seus próprios desejos e sonhos.

Intérprete de Donna, Fran Martins ressalta a importância de produções teatrais com a temática LGBTQ+. “Retratar essas realidades traz à tona o que é propositalmente esquecido pela maioria das pessoas, e fazer isso com sensibilidade aproxima ainda mais quem se propõe a assistir”, relatou o artista.

O processo de criação do espetáculo foi baseado em relatos de mulheres trans e travestis, que contribuíram com o roteiro. O espetáculo tem direção musical de Franklin Raikar e as sessões contam com tradução para Libras.

Grupo Garagem

Comemorando cinco anos de formação, o Grupo Garagem preparou para dezembro a programação especial “Garagem 5 Anos”, que começou no último sábado, 5. Esta semana, o projeto conta com as apresentações de dois espetáculos: nesta terça, 8, às 20h, a peça “Ainda Bem Que Não Tivemos Filhos”, no Teatro da Instalação, Centro; e na quarta, 10, “Quando Encontramos Sonhos Perdidos nas Roupas que Costuramos”, na Casa de Artes Trilhares, Adrianópolis.

Todas as apresentações presenciais contam com limite de pessoas no público e retirada de ingresso prévia pelo site do grupo, em www.grupogaragem.com, e serão gravadas para serem disponibilizadas no canal do YouTube da companhia. Para mais informações, a programação completa está disponível nas redes sociais do grupo, em instagram.com/grupogaragem.

Programação

8/12 (terça)

19h – Espetáculo “Preciso Falar”, da Cacompanhia - Projeto "Cortejo"
Onde: Centro Cultural Sidney Cerdeira – Rua São Pedro, Coroado 2 – Transmissão online em bit.ly/Cacompanhia

20h – Espetáculo “Ainda Bem Que Não Tivemos Filhos”, do Grupo Garagem
Onde: Teatro da Instalação – Rua Frei José dos Inocentes, s/n, Centro
Ingressos gratuitos online pelo site www.grupogaragem.com - Limite de 20 pessoas

9/12 (quarta)

10h – Espetáculo “O Palhaço de La Mancha”, da Cacompanhia – Projeto “Cortejo”
Onde: Centro de Arte Aníbal Beça – Rua J, São José 3 – Transmissão online em bit.ly/Cacompanhia

17h - Espetáculo “Balões”, da Cacompanhia – Projeto “Cortejo”
Onde: O Pequeno Nazareno – Rua Uiana, 215, Colônia Terra Nova – Transmissão online em bit.ly/Cacompanhia

10/12 (quinta)

17h – Espetáculo “Balões”, da Cacompanhia – Projeto “Cortejo”
Onde: Casa do Migrante JACAMI - Av. Mário Ypiranga, 2714, Flores – Transmissão online em bit.ly/Cacompanhia

18h30 – Espetáculo “Preciso Falar”, da Cacompanhia – Projeto “Cortejo”
Onde: Centro Cultural dos Povos da Amazônia – Av. Silves, Distrito Industrial I (antiga Bola da Suframa) – Transmissão online em bit.ly/Cacompanhia

19h30 – Espetáculo musical “Efêmera”
Onde: Teatro Manauara – Manauara Shopping, Av. Mário Ypiranga, 1300, Adrianópolis
Classificação indicativa: 16 anos
Inscrições gratuitas pelo site www.even3.com.br/efemera_musical

20h – Espetáculo “Quando Encontramos Sonhos Perdidos nas Roupas que Costuramos”, do Grupo Garagem
Onde: Casa de Artes Trilhares – Rua Belo Horizonte, 1408 – Adrianópolis
Ingressos gratuitos online pelo site www.grupogaragem.com - Limite de 20 pessoas

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.