Últimas

Vetrina di Itália lança cardápio de Natal com massa especial de bacalhau, sobremesas e vale-presente

“A vida é uma combinação de magia e pasta”.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

É com esse espírito que a Vetrina di Itália lança seu cardápio de Natal, com fartura de sabores italianos tradicionais em uma das épocas mais mágicas e de confraternização do ano.

Entre as novidades da loja recém-inaugurada estarão disponíveis para encomenda, até o dia 15 de dezembro, o Tortelle de ervas finas com Bacalhau Mantecato in Acqua Pazza, Paleta de Cordeiro Laqueada e Cuscuz Marroquino com frutas secas e especiarias.

Para os doces estarão disponíveis as versões em rosca das sobremesas Babá e o Pane Al Cciocolato com zabaione, além do Tiramissú tamanho família, produzido com o verdadeiro mascarpone batido. O Babá é típico de Nápoles, que lembra a textura de um panetone com formato de cogumelo. O segredo é encharcar em uma calda com rum e servir com creme de mascarpone, chantilly e frutas frescas.

“Comecei a fazer o Babá há 10 anos, quando trabalhava em Londres, uma antiga receita, genuína, referência bem italiana e clássica”, explica o chef da Vetrina, o italiano da Lombardia, Daniel Buzzi, falando que usa na cozinha as referências de sua vida, de muita tradição e feito com muito carinho.

E haverá um box especial de antepastos da casa, perfeito para servir de entrada na ceia ou celebrações e até mesmo para presentear. Ele será montado com itens da coleção da Vetrina, como burrata, caponata, prosciuto di parma, rosbife, grana padano e mortadela Giulieta, por exemplo.

Ainda entre as novidades para o período natalino os clientes terão as pastas box e cestas, onde se pode personalizar escolhendo a massa fresca, acompanhada de um molho, queijo e pão do dia, e o vale-presente de R$ 100.

“Temos uma cozinha extremamente tradicional da Itália, com uma chave jovial e matéria-prima muito importante. Na Vetrina queremos que as pessoas descubram o que é de verdade a culinária italiana por meio dos pequenos pratos, das massas, dos molhos e das sobremesas”, diz o chef.

A Vetrina

A casa é a realização de um sonho da empresária e empreendedora Caroline Nijenhuis De Santis, que trouxe o chef italiano Daniel Buzzi, nascido na Lombardia, no norte da Itália, para comandar pessoalmente a cozinha, os ingredientes e a matéria-prima toda artesanal. A loja não tem mesas para serviço, apenas para o sistema de compra e retirada no balcão.

O cardápio se concentra em pastas, as massas frescas, feitas artesanalmente pelo chef e equipe, diariamente, prontas para retirada na loja, que funciona de 10h às 19h, de segunda-feira a sábado, e aos domingos, de 10h às 14h. A compra é uma verdadeira experiência italiana, proporcionando momentos inesquecíveis e com a simplicidade de se ter à mão todo o paladar, pronto em minutos, em casa, para a família, amigos, ou em eventos, festas e comemorações. Você será o próprio chef pelos caminhos da Itália.

Fabricação própria

As massas são de fabricação própria, com sêmola importada, a farinha 00 italiana, processadas em máquinas e suas belas trafilas de bronze. São as extrusoras, de onde saem as pastas longas ou curtas, seguindo a tradição dos melhores “maccheroni” e do legítimo pastifício - estabelecimentos onde se produzem as massas artesanais.

Panificação

Os pães são todos fabricados na casa, tem textura leve e macia, com cinco variações inicialmente. A Focaccia da casa é uma verdadeira rainha dos pães, magicamente reunindo água, farinha, sal e azeite. Complexa e crocante, na versão Vetrina terá uma com cobertura de pomodorini e basílico, e a outra para paladares mais fortes, com cebola caramelizada.

Buzzi não apenas elaborou o cardápio, como executa com maestria vários ingredientes usados no preparo dos pratos que vão servir aos clientes, produzindo itens que precisam de maturação natural, usando o tempo para extrair o melhor sabor que o alimento tem.

Um exemplo clássico dessa apuração é uma das entradas, a Caponata Siciliana, que vem do Sul da Itália com referências do norte africano. Nesta versão do Vetrina, tem berinjela, cebola, salsão, uva passa, tomates frescos, mel, açúcar mascavo e o toque de vinagre. A preparação com etapas de assar, caramelizar e flambar dão toque mais depurado ao antepasto.

Sobre o chef Daniel Buzzi

Há 30 anos, Daniel Buzzi nasceu na Lombardia e desde a infância sabia que a cozinha era sua paixão. Queria ser cozinheiro. Ajudava o pai a produzir charcutaria e salames e aos 14 anos teve seu primeiro emprego, na cozinha do Hotel de la Poste, em Cortina D'Ampezzo. Depois, fez um curso de gastronomia em Cesenatico, na Emilia-Romagna, e de lá partiu para Londres, onde trabalhou em restaurantes badalados como o japonês Roka e o espanhol Fino.

Veio para o Brasil em 2018 e em São Paulo fez estágio no emblemático D.O.M, de Alex Atala, com sua escalada de sabor e ingredientes da Amazônia. Buzzi também passou pela cozinha do chef Emmanuel Bassoleil (no buffet do Hotel Unique) e pelos restaurantes Mimo, Ecully e Sensi. Depois ajudou na criação do Fôrno, abriu sua própria hamburgueria, a The Flames, na Vila Mariana, e em seguida transferiu-se para o Rosso Burguer, de Mário Junior, na Vila Ema. Em Tatuapé abriu com Mário a Osteria Del Rosso.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.