Últimas

Novo pedido de impeachment de Wilson Lima fala da corrupção do governador na compra dos respiradores e também no assassinato de pessoas com a falta de oxigênio

Um novo pedido de impeachment do governador Wilson Lima foi protocolado na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Nesse novo pedido feito pelo advogado Marcos Vicenzo, de Brasília, alega que o governador faz parte de uma quadrilha que vem saqueando a saúde do Amazonas, que foi denunciada por uma Procuradora da República e agora tem fortes ligações com as mortes por falta de oxigênio em nosso estado.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Wilson Lima trava uma verdadeira guerra de “vida e morte” com grande parte dos deputados estaduais, que no início de dezembro mudaram a Constituição estadual para antecipar a eleição do presidente da Assembleia a ser empossado em fevereiro. A antecipação surpreendeu a bancada governista que começava a articular uma candidatura à sucessão, na Assembleia. Também esta questão foi judicializada.

O advogado Marco Vicenzo informou na manhã deste domingo (17/01) que o pedido de impeachment que assina “vai abrir sessão extraordinária na terça-feira”, dia 19. A ação inclui também o impeachment do vice-governador Carlos Almeida Filho, apontado como “eminência parda” do governo estadual.

Velhas e novas alegações

No documento, Vicenzo historia as denúncias contra o governo do Amazonas, incluindo a compra de respiradores em uma empresa especializada na comercialização de vinhos e a suspeita de superfaturamento de materiais adquiridos para o combate à pandemia de coronavírus.

Na denúncia, o advogado ligado ao presidente da Assembleia atribui ao Ministério Público Federal a afirmação da existência de “indícios robustos” de que o vice-governador detinha o controle completo e final não apenas dos atos relativos à aquisição de respiradores para enfrentamento da pandemia, mas também de todas as demais ações governamentais relacionadas à questão.”

Vicenzo enumera perguntas, no pedido de impeachment, que resumem suas alegações: “em que outro local do mundo se compra respiradores de uma adega? Como não se percebe uma compra superfaturada em mais de 130%, no curso de mortes constantes de seus cidadãos, sem conluio ou, no mínimo, desídia administrativa? Como um gestor não é capaz de perceber que está acabando os cilindros de oxigênio de seu sistema de saúde, antecipando-se à carência total?”

Fonte:https://opiniaomanauara.com.br/novo-pedido-de-impeachment-de-wilson-lima-fala-da-corrupcao-do-governador-na-compra-dos-respiradores-e-tambem-no-assassinato-de-pessoas-com-a-falta-de-oxigenio/

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.