Últimas

O Brasil já começou a produzir em território nacional doses da vacina russa contra a covid-19, Sputnik V. A informação foi anunciada por Kirill Dmitriev, presidente do Fundo Russo de Investimento Direto na manhã desta quinta-feira, 21, e confirmada pelo Estadão. De acordo com Rogério Rosso, diretor de negócios internacionais do Grupo União Química, a produção foi iniciada com um lote piloto de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), o princípio ativo do imunizante. Ele afirma que a capacidade plena de produção no País é de 8 milhões de doses por mês. Nesta manhã, Dmitriev anunciou que pretende resolver as questões pendentes para aprovação do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) “nas próximas semanas”. A expectativa é aumentar o nível de produção ainda em fevereiro. Hoje, o País não tem doses suficientes de IFA para dar continuidade à vacinação com os imunizantes produzidos pelo Instituto Butantan/Sinovac nem pela Universidade de Oxford/Astrazeneca. O governo federal tenta, ainda sem sucesso, importar esse insumos da China e da Índia. Rosso deverá se encontrar ainda nesta quinta com representantes da Anvisa para falar sobre o uso emergencial da Sputnik V no Brasil. Na última sexta-feira, 15, o Grupo União Química protocolou junto à agência um pedido para a utilização de 10 milhões de doses no País, quantitativo que a empresa pretende distribuir ainda no primeiro trimestre deste ano. No painel de análise das vacinas pela Anvisa, entretanto, ainda não consta a Sputnik V. O portal foi atualizada nesta manhã.

Circula nas redes sociais a informação de que a apresentadora Angélica afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan que ela e a família não tomarão a vacina contra a Covid-19 porque eles têm “imunidade alta”.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Angélica esposa do Huck foi entrevistada pela Jovem Pan Ela disse que é a favor de todo povo brasileiro toma vacina da China o repórter perguntou se ela tem coragem de tomar a vacina ela disse que nem ela e nem a família dela precisa tomar vacina porque eles têm a imunidade alta”, diz um dos textos publicados nas redes sociais.

No entanto, a informação é falsa. Nas redes sociais (Facebook e Twitter) e no site da Jovem Pan não há entrevistas recentes dadas pela apresentadora à emissora; nas redes sociais de Angélica (Facebook, Twitter e Instagram) também não há nenhuma menção sobre a declaração do post, tampouco na imprensa.

Em 14 de janeiro, a apresentadora publicou em sua conta no Instagram uma série de fotos cuja legenda era “Eu quero a vacina”. O apresentador Luciano Huck, marido de Angélica, postou no Twitter, em 16 de dezembro, que ele e a família irão tomar o imunizante. “Eu vou tomar a vacina, minha família vai tomar a vacina, recomendo que as pessoas tomem a vacina e ponto final”.

Recentemente, Luciano fez um post emocionado sobre a primeira mulher que recebeu a vacina no Brasil.


Ele ainda fez uma live com a enfermeira Mônica, a primeira a ser vacinada no Brasil, sobre a importância da vacina.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.