Últimas

Profissionais de saúde começam a receber a vacina contra Covid-19

Na linha de frente no combate à pandemia da Covid-19, os profissionais de saúde começaram a receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, na tarde desta terça-feira, 19/1.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A campanha de vacinação é organizada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), e deve imunizar, neste primeiro lote, distribuído pelo governo do Amazonas, mais de 19 mil servidores.

O pontapé inicial da ação aconteceu em ato realizado na sede da prefeitura, localizada na Compensa, zona Oeste de Manaus. À tarde, os lotes foram distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e hospitais da cidade.

A farmacêutica Andreia Drummond, 40 anos, foi uma das profissionais da saúde que foram vacinadas na UBS Deodato de Miranda Leão, localizada na Glória. Ela afirmou que esperava esse momento com ansiedade.

“Esse é um momento histórico. A gente esperou por tantos dias por essa vacina. Agora tenho fé que essa pandemia vai acabar. Nós vamos vencer”, disse Andreia.

Para a também farmacêutica Juliana Leite, 23 anos, a vacinação significa uma segurança maior para todos os profissionais de saúde que, diariamente, arriscam suas vidas na tentativa de diminuir os danos causados pela doença causada pelo novo coronavírus, na cidade.

“Tudo que a gente viveu em relação à Covid-19 foi novo. Eu vim de um hospital para cá, encaminhada para ajudar na farmácia. Para mim, é muito gratificante receber a vacina. A gente passou uma luta muito grande e agora estamos sendo vacinados, para ter mais confiança para trabalhar também”, declarou Juliana.

No total, a Prefeitura de Manaus recebeu 40.072 doses do imunizante da marca Coronavac, produzido pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Com o quantitativo recebido, a meta é vacinar 19.250 profissionais, que atuam na capital, além dos 386 indígenas aldeados na área rural do município. A esses dois grupos, serão aplicadas as duas doses imunizantes necessárias para completar o esquema vacinal, com o intervalo de duas a quatro semanas entre a primeira e a segunda dose.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.