Últimas

Artista recria cenas do Festival de Parintins por meio da colagem com EVA

O parintinense é reconhecido nacionalmente pela sua ousadia e criatividade, cada ano que passa eles costumam trazer novidades.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Pensando nisso, o artista Pedro Evangelista preparou novas obras por meio de técnica de colagem EVA recriando cenas dos bois Caprichoso e Garantido no Festival Folclórico de Parintins.

Pedro trabalha como coreógrafo do Boi Garantido e atualmente integra o projeto de artes integradas Puxirum. Ele vai estrear como artista visual com uma exposição de suas obras, a partir do dia 20 de fevereiro, em três lugares diferentes de Parintins, na sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no Aeroporto Júlio Belém e no prédio da Rádio Alvorada.

O artista Pedro Evangelista falou um pouco sobre o processo criativo das obras e a sua expectativa daqui para frente.

“Vou apresentar três telas nessa exposição, todas voltadas para o festival e feitas em EVA, um trabalho diferente e feito com a colagem de sobreposição de peças. Elas variam de 300 a 500 peças visíveis e não visíveis para dar uma melhor impressão no trabalho. Estou tentando entrar nessa área e mostrar um novo estilo”, disse.

Na área da dança, Pedro coordena o grupo Garantido Show, sendo um dos responsáveis por criar as coreografias que são apresentadas nos ensaios e nas apresentações do Festival de Parintins. Ele conta sobre o desafio na estreia de uma nova modalidade artística.

“Está sendo um grande desafio para mim, mas estou motivado em mostrar um grande trabalho até porque sou muito exigente comigo mesmo. A técnica EVA exige muita habilidade com as mãos e cortes precisos. Acho prazeroso fazer esse trabalho e me dedicar a esse novo estilo de arte”, reitera.

Sobre o Puxirum – O projeto foi contemplado no Prêmio Feliciano Lana, por meio da Lei Aldir Blanc, apoiado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC) e o Governo Federal, com a ideia de integrar diversos artistas dos mais diversos segmentos em Parintins.

Puxirum, que na linguagem Tupi significa mutirão, é coordenado pelo ator, diretor e pesquisador em Artes Cênicas, Fabiano Baraúna, e tem como colaboradores artísticos a professora e bailarina, Irian Butel, o artista plástico Geremias (Gereca) Pantoja e Erivan Tuchê na construção poética da Mostra de Artes Integradas.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.