Últimas

Compensa registra na primeira quinzena de fevereiro, o maior número de mortes violentas; confira

Atualmente o bairro Compensa é o mais violento da capital, registrando 9 das 25 mortes por arma de fogo ocorridas somente no mês de Fevereiro



Manaus – Mais um homicídio no bairro Compensa, dessa vez a vítima foi Maykon Ruan Oliveira Borges, de 23 anos, alvejado com diversos tiros de arma de fogo durante o jogo do flamengo. O crime ocorreu na rua das Flores da Compensa, localizado na zona Oeste de Manaus.

De acordo com informações preliminares, por volta das 16h da tarde, Maykon estava dormindo no bar da família quando foi abordado por homens armados e alvejado com pelo menos cinco tiros.

O homem chegou a ser encaminhado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, na Zona Oeste da capital, onde foi a óbito.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), 14 homens morreram de forma violenta na Compensa desde o dia 5 de janeiro até 14 de fevereiro.


Relembre os casos de mortes violentas na Compensa em 2021

Atualmente o Compensa, localizado na zona Oeste da cidade, é bairro o mais violento da capital, registrando 8 das 25 mortes por arma de fogo ocorridas somente no mês de Fevereiro.

Na última terça-feira (9), um homem, identificado como Deivyson Gomes Amorim, morreu após ser executado na rua Casimiro de Abreu, bairro Compensa 2. Ele era dono de uma lanchonete e o crime aconteceu dentro do estabelecimento.

Segundo populares, dois homens saíram de um beco e abordaram a vítima, que efetuaram diversos disparos de armas de fogo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os suspeitos do crime fugiram sem deixar nenhuma pista.

Dados

Mesmo com redução nas ocorrências de homicídios de 2018 para 2019, Manaus subiu no ranking das cidades mais violentas do país passando do quarto para o terceiro lugar na quantidade de mortes oriundas desse tipo de crime, segundo o Sinesp, sistema que recolhe dados sobre a violência, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Em 2018, a capital do Amazonas registrou 787 homicídios. Em 2019, caiu para 687, uma redução de 12,7%. Porém, a redução foi menor que nos outros municípios avaliados. Antes atrás de Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA), subiu uma posição e perde somente para as capitais do Rio de Janeiro e da Bahia, que registraram ano passado 936 e 843 homicídios, respectivamente.

Foto: Reprodução


Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.