Últimas

DENÚNCIAS: Cadáveres apodrecem em necrotério da Samel e familiares são avisados 15 horas depois; VEJA VÍDEO

Um flagrante dentro do Hospital Samel mostrou o descaso com o qual cadáveres foram tratados, na última semana de janeiro, após ficarem cerca de 15 horas no necrotério da unidade, à espera de serem reconhecidos e retirados por seus familiares.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Entre as vítimas, estão a idosa Y.M.S, de 81 anos, vítima de uma Acidente Vascular Cerebral (AVC), e um coronel da Polícia Militar do Amazonas, identificado como E.S.C, vítima de Covid-19.

Os familiares de ambas as vítimas relataram que receberam a notícia quinze horas depois o falecimento.

Segundo a esposa do coronel, funcionários do hospital chegaram e solicitar que ela ainda adquirisse um travesseiro ortopédico, sem saber que o esposo já estava morto. Ao levar os itens solicitados até à unidade, por volta das 17h, a mulher foi informada que o marido não havia resistido ao tratamento. O horário que o coronel veio à óbito, segundo o atestado, foi por volta das 6h da manhã.

A mulher chegou a gravar a sala em que o corpo de seu esposo foi colocado. O local não possuía nenhuma refrigeração e o corpo do homem, assim como o da idosa, foi colocado sem identificação, o que dificultou ainda mais a retirada do corpo, que foi encontrado em avançado estado de putrefação.


Revoltada, esposa da vítima registrou um boletim de ocorrência no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e afirmou que acionará a Justiça.

Procurada pela reportagem a direção do hospital não quis se pronunciar a respeito do vídeo.

Confira o flagrante:





https://www.expressoam.com/ta-na-rede/cadaveres-apodrecem-em-necroterio-da-samel-e-familiares-sao-avisados-15-horas-depois/?fbclid=IwAR0V91q7AUn-_rZyBrfZbABIjdyjVs96QBJ_Lokr45x7KjLD7h7zDmlUyNY

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.