Últimas

Dicas de como economizar energia elétrica durante quarentena no Amazonas

Com o intuito de alertar e conscientizar a sociedade para a importância da economia de energia, principalmente, durante o período em que vigoram as medidas restritivas no Amazonas, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), lança a campanha “Economia de Energia em Meio ao Confinamento”.



Um estudo prévio foi levantado pela equipe da Semep, junto à concessionária Amazonas Energia, para identificar quais são os ‘campeões’ de maior consumo de energia elétrica dentre os eletrodomésticos. Dos cinco primeiros itens estão: chuveiro elétrico (com potência de 4.400w), máquina de lavar roupas (com potência de 400 à 1.500w), forno micro-ondas (com potência de 1.150w), condicionador de ar (com potência de 900 a 1.400w) e secador de cabelo (com potência de 1.000w).

Confira as dicas para economizar durante a quarentena;

- Cuidado com as instalações elétricas: Quando fizer suas instalações elétricas, chame um eletricista profissional que vai orientar, adequadamente, o uso de fios capazes de suportar a corrente consumida por lâmpadas e eletrodomésticos. Fios elétricos de diâmetro menor (bitola) tendem a apresentar maior resistência elétrica e, por isso, não são capazes de conduzir tanta energia quanto outros fios de espessura maior. Quanto maior é a resistência elétrica de um fio, mais energia elétrica ele “desperdiçará” em forma de calor. Fios mal dimensionados nas instalações elétricas geram superaquecimento, desperdiçam energia e, principalmente, podem provocar acidentes;

- Lâmpadas: usar lâmpadas mais econômicas, de preferência as de Led. Durante o dia, usar sempre que possível a luz natural. Escolha pintar a residência de cores claras para aproveitar melhor a iluminação natural;

- Eletrodomésticos: quando for trocar os eletrodomésticos, opte sempre por aqueles que apresentarem maior eficiência energética. Confira sempre o selo fornecido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Nesse selo, é possível conferir a eficiência de diversos aparelhos em uma escala que vai de E (menos eficiente) até A (mais eficiente);

- Evite horário de pico: É sempre recomendável evitar o uso de aparelhos de maior consumo no intervalo de pico do sistema elétrico, que no Amazonas ocorre no horário entre 20h às 22h59;

- Geladeira: não colocar alimentos quentes na geladeira. O ideal é deixá-los esfriar ao natural e só então guardá-los no refrigerador. Verificar sempre se a borracha da porta está bem vedada e evitar abri-la várias vezes. Também não é correto secar roupas atrás do motor. Para a limpeza e conservação do seu equipamento, vale a pena consultar o manual de instruções;

- Chuveiro elétrico: é aconselhável fazer dupla economia de água e energia. Nos dias de calor, mantenha o aparelho na posição verão e procure fazer banhos mais rápidos;

- Máquina de lavar: cada máquina de lavar tem uma capacidade máxima em quilos de roupas. Obedeça a essa capacidade, nem menos e nem a mais, fazendo uso do aparelho apenas durante o tempo necessário e utilizar a máquina uma vez por semana;

- Ferro elétrico: assim como para a máquina de lavar, é recomendável que se utilize o ferro elétrico uma vez por semana, nesse caso, junte o maior número de roupas para passar de uma só vez. Ao terminar, desligue o ferro de imediato. Além de economizar energia, evita acidentes;

- Carregadores: utilize até se certificar que a bateria foi carregada. Depois, retire de imediato da tomada;

- Condicionador de ar: no Amazonas, por conta do clima, o condicionador de ar é um eletrodoméstico quase indispensável. Porém, é preciso estabelecer horários para ligar o ar-condicionado; e programá-lo de modo automático, mantendo as portas do ambiente fechadas. O ideal é limpar periodicamente e trocar o filtro. O pó, as sujeiras e todas as impurezas do ar ficam retidas no filtro que, se estiver sobrecarregado, prejudicará a circulação livre do ar condicionado, forçando o equipamento a trabalhar mais e, assim, a consumir mais energia.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.