Últimas

Manauscult e Implurb firmam parceria para estruturar Centro de Arqueologia de Manaus

A Prefeitura de Manaus deu início ao processo de estruturação do Centro de Arqueologia de Manaus (CAM), por meio de parceria firmada entre a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Instalado no prédio da antiga Câmara Municipal, na avenida Sete de Setembro, Centro da cidade, o espaço foi totalmente restaurado e agora começará a ser equipado com as mobílias.

De forma imediata, 30 armários deslizantes serão disponibilizados pelo Implurb ao CAM, que está sob a gestão da Manauscult. Além disso, o Centro poderá receber o aporte financeiro oriundo do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU).

A primeira reunião sobre a parceria entre os órgãos aconteceu na tarde desta terça-feira, 23/2, com a presença do diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira; do diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente; vice-presidente do Implurb, Claudemir Andrade; do diretor de planejamento urbano, arquiteto e urbanista, Pedro Paulo; da superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Amazonas (Iphan-AM), Karla Bitar; e da coordenadora do grupo de trabalho para a abertura do CAM pela Manauscult, Vanessa Benedito.

“A instalação do CAM será uma grande conquista para a cidade de Manaus e agora contaremos com a parceria direta do Implurb, sob um olhar especial do Iphan. Esses diálogos já vinham acontecendo e agora, a partir de uma recomendação do prefeito David Almeida, uniremos esforços e daremos prioridade para que a entrega do CAM aconteça dentro dos 100 dias dessa nova gestão”, explicou o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira.

Oficialmente, o Centro de Arqueologia foi criado no dia 23 de dezembro do ano passado. Agora, o espaço precisa ser mobiliado para começar a ser estruturado. A partir dessa parceria com o Implurb serão equipados, neste primeiro momento, dois laboratórios e duas reservas técnicas do CAM. Após isso, o espaço passará por uma vistoria do Iphan.

“O CAM é um patrimônio indispensável, importantíssimo para a cidade de Manaus e o Implurb entende que tem que dar sua contribuição. Nós, como gestores públicos, temos que ter o entendimento de que nossa função é propiciar para a cidade de Manaus as melhores condições para todos os cidadãos. O CAM, após sua inauguração, será motivo de orgulho. Por isso, estamos desenvolvendo esforços para viabilizar e inaugurar o Centro de Arqueologia”, ressaltou o diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente, afirmando que há uma série de outros projetos que vão contemplar o Centro Histórico de Manaus.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.