Últimas

Prefeitura e UEA estudam parceria para ampliar postos de vacinação contra a Covid-19 em Manaus

Com o objetivo de ampliar a estrutura para atendimento da população durante a próxima fase da campanha de imunização contra a Covid-19, a Prefeitura de Manaus e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) avançam nas tratativas, para estabelecer uma parceria que fortaleça a capacidade de vacinação na capital.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Na manhã desta terça-feira, 16/2, por meio de reunião virtual, representantes da UEA e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estabeleceram possíveis linhas de cooperação, com prioridade para criação de postos de vacinação em espaços da universidade e inserção de acadêmicos dos cursos de saúde na operacionalização da campanha.

“Demos início ao estudo de parceria na última sexta-feira, com a participação da secretária Shádia Fraxe, e agora estamos levantando necessidades específicas para aumentar a capacidade de vacinar os próximos grupos prioritários contra a Covid-19. Com isso, verificamos o apoio possível de parceiros como a UEA, que conta com estrutura e qualificação técnica para somar com o município”, explicou o subsecretário de Gestão da Saúde da Semsa, Luís Cláudio Cruz.

De acordo com o gestor, os próximos passos serão visitas técnicas da Divisão de Imunização da Semsa em locais prováveis de vacinação, como a Escola Superior de Ciências da Saúde, no bairro Cachoeirinha, zona Sul, e a Escola Superior de Tecnologia, no bairro Chapada, zona Centro-sul, além do fechamento da proposta de participação dos acadêmicos dos cursos de Saúde nas atividades de registro e atendimento nos postos de vacina.

“Vamos ver se é possível utilizar os espaços propostos e as ferramentas de tecnologia disponíveis, quais cursos e quantos estudantes poderão participar desse processo”, disse o subsecretário.

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação e coordenadora do Grupo GG Covid da UEA, Maria Paula Mourão, destacou que a universidade e a prefeitura já têm uma parceria de longa data, e junto com a Escola de Saúde Pública vem desenvolvendo diversas iniciativas.

“Essa é mais uma delas e a UEA abre suas portas para funcionar como posto de vacinação, para ajudar o Estado e o município neste movimento de ampliar a cobertura vacinal”, salientou.

A parceria será formalizada por convênio e as decisões serão tomadas por uma Comissão de Diretrizes para Estratégia de Vacinação contra a Covid-19 em Manaus, em processo de composição, com membros da UEA e da Semsa.

Os estudos de viabilidade e operacionalização dos trabalhos nas próximas fases da campanha de vacinação, também contam com a participação da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap), vinculada à Semsa, por meio da qual são coordenados os trabalhos de integração entre as instituições formadoras e a assistência à saúde.

A participação da UEA vai permitir que a Semsa amplie tanto a quantidade de postos de vacinação quanto a capacidade de atendimento em cada um deles. Atualmente, estão em operação nove locais, abertos de segunda a sábado, das 9h às 16h, que vacinam em sistema de drive-thru, o que permite ao usuário receber a vacina sem sair do carro, e em pontos fixos, para aqueles que não usam veículo no local. A capacidade de vacinação desses pontos de imunização é de até 15 mil pessoas por dia, em dias úteis.

Nova remessa

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que o Amazonas vai receber nova remessa de vacinas no próximo dia 22 (segunda-feira), para incorporar novas faixas etárias à atual campanha de vacinação. No entanto, ainda não foram informadas as quantidades destinadas a Manaus.

“Ainda dependemos da confirmação da data, da quantidade de doses e do tipo de vacina que vamos receber do Ministério da Saúde, para fechar o planejamento da segunda fase da campanha, mas já estamos adiantando tudo o que é possível, a fim de garantir uma estrutura que atenda a população de modo organizado e seguro”, observou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes.

A campanha municipal de imunização contra a covid-19 continua em Manaus, com o atendimento dos trabalhadores da saúde e das pessoas idosas, de 70 anos de idade ou mais. A segunda dose do imunizante CoronaVac, que tem prazo de 28 dias entre as doses, também já está sendo aplicada, seguindo o agendamento automático feito pelo sistema Imuniza Manaus (https://imuniza.manaus.am.gov.br/).

De acordo com registros da plataforma municipal de acompanhamento digital da vacinação, o Vacinômetro, um total de 115,2 mil doses de vacina já foi aplicado na capital até o final da tarde desta terça-feira, 16/1. Dessas, 109,7 mil eram primeiras doses e 5,5 mil, segundas doses.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.