Últimas

SOB NOVA DIREÇÃO: Nova facção criminosa surge em Manaus após ‘divergência administrativa’ com tráfico do RJ; VEJA DECLARAÇÕES

Na intensa guerra pelo domínio das bocas, surge uma nova facção intitulada de Cartel do Norte, a CDN. De origem manauara, a facção pretende assumir o posto do Comando Vermelho (CV), que atualmente lidera o tráfico de drogas na capital amazonense.


Foto: Divulgação/BLITZ AMAZÔNICO

De acordo com publicações de integrantes da CDN, a nova facção é a junção de membros da Família do Norte (FDN) com membros do próprio Comando Vermelho (CV), que estão cansados de serem mandados por um líder que não conhece a realidade local e se esconde nos morros do Rio de Janeiro.

“Tanto os de nome e os mais antigos, quanto os mais novos, entender que foram usados e enganados por falsas promessas da facção do Rio de Janeiro que é o cv.”, diz uma publicação.

Com a parceria entre as facções, a CDN tem como objetivo dominar a capital, os municípios e o estado do Amazonas.

A publicação ainda esclarece que a CDN não tem nada contra os membros do CV que estão nas pistas vendendo as drogas, e sim contra a administração da facção no Amazonas. No entanto, eles prometem que ”qualquer um se meter na guerra será penalizado de acordo com o seu ato, mas se ficar quieto não terá problemas e que todos os soldados são bem vindos para ingressar na nova facção”.

Por fim, publicações afirmam que apesar da FDN está ligada à nova facção, a CDN não é a mesma coisa, que eles tem suas próprias leis e é uma facção ‘democrática’.

Vale ressaltar que a FDN também é de origem amazonense, e se tornou a maior facção da região Norte do país. O chefe, apontado como Zé Roberto da Compensa, está em presídio federal.

Diante da Guerra explícita do tráfico, a população está aterrorizada com tantas mortes registradas na capital amazonense, na luz do dia e com requintes de crueldade. Até o momento, não se sabe qual será a resposta da Polícia do Amazonas sobre a calamidade da guerra do tráfico e como farão para barrar o fortalecimento do crime organizado no estado.









Foto: Divulgação

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.