Últimas

Transferências de pacientes do interior para a capital são intensificadas

Como parte do Plano de Enfrentamento à Covid-19 no Interior, as remoções de pacientes acometidos pela Covid-19, dos municípios para a capital, foram intensificadas pela força-tarefa dos Governos Estadual e Federal. A medida visa reduzir o tempo de espera de pacientes que estão internados em leitos de menor complexidade, nos hospitais dos municípios, para leitos de maior complexidade, em hospitais de Manaus.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Conforme levantamento da Central Única de Regulação de Agendamento de Consultas e Exames (Cura), somente no mês de janeiro deste ano, foram realizadas 1.208 remoções de pacientes de municípios do interior para Manaus, por via aérea e terrestre.

Nas últimas 24 horas foram transferidos, via terrestre e aéreo, 27 pacientes de cinco municípios do interior, sendo 20 de Tefé (18 Covid e 2 não-covid), três de Coari, um de Lábrea, um de São Paulo de Olivença e dois de Parintins.

As transferências são realizadas diariamente em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) e do serviço de UTI aérea da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Não havendo leitos disponíveis em Manaus, os pacientes do interior são avaliados e transferidos para tratamento em outros estados do País.

Em paralelo às remoções intermunicipais, a SES-AM mantém a programação de transferências de pacientes para outros estados da federação, uma vez que o Amazonas ainda vive uma fase aguda da pandemia. As transferências fazem parte da cooperação interestadual envolvendo o Governo do Amazonas, o Governo Federal e demais estados da federação.

Para que as remoções aconteçam é necessária a sinalização positiva por parte das equipes de regulação, tanto do estado do Amazonas, quanto do estado que irá receber o paciente para tratamento fora do domicílio. As transferências ocorrem conforme a demanda e a oferta de vagas em outros estados.

Para realizar a viagem, os pacientes são avaliados pela equipe médica antes de saírem do hospital e antes do embarque. A transferência de pacientes com Covid-19, internados em unidades da rede de Saúde do Amazonas para outros estados, tem seguido rígidos protocolos de segurança, de modo a resguardar pacientes e profissionais de saúde que estão atuando na operação.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.