Últimas

Vacina: prefeitura vai de casa em casa em busca de idosos da zona Leste de Manaus

Entrando na reta final da etapa de vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores de saúde, idosos institucionalizados, indígenas aldeados e idosos de 70 anos e mais, equipes da Prefeitura de Manaus estarão nos bairros da zona Leste nesta terça, 23, e quarta-feira, 24/2, para identificar os idosos que ainda não tenham recebido a primeira dose da vacina. A estratégia de busca ativa determinada pelo prefeito David Almeida, teve início no último sábado, 20, pelos bairros da zona Sul, com o objetivo de acelerar o alcance da meta determinada pelo Ministério da Saúde para esse grupo especificamente.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Já conseguimos concluir a aplicação da primeira dose da vacina nos idosos institucionalizados e repassamos as doses destinadas aos indígenas aldeados para o Distrito de Saúde Indígena. Na zona rural, esta etapa também está completa. A dos acamados segue em curso, até que todos nessa condição tenham recebido a dose inicial. Temos remanescentes nos grupos de trabalhadores de saúde e na faixa etária acima de 70 anos.

Para os idosos, o prefeito David Almeida orientou que tivéssemos uma atenção especial, indo às casas deles para alertar sobre a importância de se vacinar”, informa a secretária municipal de Saúde, interina, Aline Martins.

Dados do “vacinômetro” da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) indicavam, até as 16h desta segunda-feira, 22, que 55.426 dos 59.985 trabalhadores de saúde já haviam sido vacinados, parte deles já com a segunda dose, restando 1.559 a receberem a vacina. Da faixa etária de 70 anos e mais, dos 62.984 que compõem a meta do Ministério da Saúde, 58.663 já foram vacinados, faltando apenas 4.321 a receberem a primeira dose.

Nesta terça, 23, e quarta-feira, 24, a ação estará concentrada nos bairros da zona Leste; na quinta, 25, e sexta-feira, 26, na zona Oeste; no sábado, 27, e na segunda, 1º/3, na zona Norte. A secretária da Semsa, interina, Aline Martins, lembra que nesta ação as equipes de agentes comunitários visitam as casas e orientam os idosos a receberem a vacina em um dos postos montados para atender a essa demanda. “É um trabalho de orientação, de esclarecimento para aqueles que possam ter alguma dúvida ou receio com relação à vacina”, alerta Aline, explicando, ainda que essa é uma ação independente da vacinação dos idosos acamados, que continua sendo feita.

Além dos postos estratégicos na zona Leste, a Semsa mantém quatro postos, funcionando de segunda a sábado, das 9h às 16h, um em cada zona da cidade, que haviam sido montados anteriormente para atender os trabalhadores de saúde e os idosos de 70 anos e mais, na modalidade drive-thru e ponto fixo, sendo no Centro Cultural Povos da Amazônia, na zona Sul; Clube do Trabalhador Sesi-AM, na zona Leste; Complexo do Detran-AM, na zona Norte; e balneário do Sesc-AM, na zona Oeste.

Postos de vacinação na zona Leste operando na terça e quarta-feira:

– Escola municipal Erick Vicente de Souza (rua Filodendro, 16, Jorge Teixeira);

– Centro Educacional Positiviano (travessa Crapusu, 297 – antiga rua 10 – Jorge Teixeira – IV etapa);

– Escola municipal Francisco Maia Amorim (avenida Mirra, 964, João Paulo II – Jorge Teixeira);

– Escola municipal Madre Teresa de Calcutá (rua Ônix, s/nº – comunidade Nova Floresta – Tancredo Neves);

– Conselho Comunitário do São José 2 (rua da Penetração 2, 7 – São José 2);

– Igreja Católica São José Operário (rua Paracuuba, 178, São José 1);

– Conselho do Desenvolvimento Comunitário do Coroado – CDCC (rua Ouro Preto, s/n – Coroado);

– Creche Nossa Senhora do Carmo (rua Pegoraro, s/n – Zumbi);

– Igreja Batista Shalom (alameda Cosme Ferreira, s/n – Zumbi 2);

– Escola municipal Governador Danilo de Matos Areosa (rua Lábrea, s/n – Grande Vitória);

– Escola municipal Poeta Cabral de Melo Neto (rua Bom Jesus, 2 – Mauazinho);

– Centro de Convivência do Idoso (rua Rio Envira, 442 – anexo a USF Geraldo Magela – Armando Mendes);

– Igreja Católica Mãe dos Pobres (rua Barroso, s/n – Puraquequara);

– Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase – Morhan (rua Menandro Tapajós, s/n – praça Tancredo Neves Colônia Antônio Aleixo).

Fonte: Portal CM7

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.