Últimas

WhatsApp não permitirá que os usuários leiam ou enviem mensagens se rejeitarem as novas regras

O WhatsApp confirmou que os usuários não poderão ler ou enviar mensagens se não aceitarem regras de compartilhamento de dados pessoais com o Facebook


Foto: Divulgação / BLIZ AMAZÔNICO

O WhatsApp confirmou que os usuários não poderão ler ou enviar mensagens a menos que concordem com suas regras de compartilhamento de dados pessoais com o Facebook. Os novos T&C geraram reações e levaram a um aumento na popularidade de aplicativos rivais.

No domingo, a empresa compartilhou os detalhes de como os novos termos de serviço afetarão seus usuários com o site de notícias de tecnologia TechCrunch . O comentário veio depois que a agência citou um e-mail enviado pelo WhatsApp para um de seus parceiros comerciais.

No mês passado, o WhatsApp pediu aos usuários que concordassem com uma atualização que permitirá ao mensageiro compartilhar dados pessoais, como números de telefone e localizações, com o Facebook, dono do aplicativo.

O WhatsApp começará a “pedir aos poucos” que os usuários assinem os novos termos para ter “funcionalidade total” do messenger, caso não tenham feito, antes de 15 de maio. Se os usuários ainda não aceitarem os termos, por “Em pouco tempo” eles poderão receber ligações e notificações, mas não poderão ler ou enviar mensagens. Este “curto espaço de tempo” será de algumas semanas, disse o TechCrunch. A atualização planejada imediatamente gerou alvoroço e preocupações com a privacidade. A reação levou a empresa a adiar o prazo para a mudança de 8 de fevereiro para 15 de maio.

Uma petição foi apresentada a um tribunal de Delhi na Índia, o maior mercado do WhatsApp, alegando que os novos termos de serviço do mensageiro violam o direito à privacidade e representam uma ameaça à segurança nacional. No início deste mês, o tribunal solicitou à empresa uma resposta a essas reivindicações.

A polêmica levou alguns a mudar para os concorrentes do WhatsApp, Telegram e Signal, com este último sendo pressionado por Elon Musk. Ambos os serviços viram um aumento nos downloads nas últimas semanas.

O WhatsApp escreveu em seu blog corporativo na quinta-feira que as mensagens privadas dos usuários continuarão protegidas. “Sempre protegeremos suas conversas pessoais com criptografia de ponta a ponta, para que nem o WhatsApp nem o Facebook possam ver essas mensagens privadas”, disse a empresa.

Ele acrescentou que a atualização permitirá que os usuários conversem com empresas ou façam compras online, e esta função será “totalmente opcional”.









Foto: Divulgação

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.