Últimas

Abrasel no Amazonas solicita flexibilização e governo responde com algumas mudanças no novo decreto

Governo flexibiliza funcionamento da alimentação fora do lar e outros setores do comércio

Foto: Reprodução / BLITZ AMAZÔNICO

Nesta quarta-feira (03) o Governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, recebeu o presidente da Abrasel no Amazonas e os membros do conselho que apresentaram o plano da flexibilização para a alimentação fora do lar, uma das propostas pedia a flexibilização do horário até as 23h para atender ao máximo de operações possíveis no mercado, para a melhoria do quadro funcional da alimentação fora do lar, mas hoje (05) saiu o novo decreto com algumas mudanças para a classe.

O novo decreto permite que restaurantes e lanchonetes funcionem de segunda à sábado, de 6h às 20h, já o funcionamento do delivery volta a ser 24h e drive-thru de 6h às 20h. Os estabelecimentos também podem ter música ao vivo, desde que seja com no máximo 3 integrantes na banda e sem liberar o salão para danças e aglomerações.

O presente da Abrasel, Fábio Cunha, destacou o compromisso responsável dos empresários do setor no cumprimento das medidas para ajudar na não proliferação dos casos de Covid-19. “Existem algumas empresas que não estão comprometidas com esses protocolos, mas a gente apoia que sejam exemplarmente punidas. Já está mais do que orientado o que se deve fazer: o espaçamento das mesas, a capacidade tem que ser reduzida a 50%, o álcool em gel em todas as mesas, as máscaras sendo usadas pelos atendentes e outras regras exigidas para o bem geral de todos”, ressaltou.

As lojas dos shoppings poderão funcionar de 10h às 18h de acordo com o funcionamento do Mall, de segunda a sábado, com 50% no estabelecimento para área interna e 70% para o estacionamento. Delivery e drive-thru no mesmo horário do shopping e praça de alimentação no mesmo horário do restaurante. As academias podem funcionar de segunda a sábado, de 6h às 16h, com 50% da capacidade e as aulas de zumba e outras que provocam aglomerações, continuam suspensas.

Já os flutuantes que funcionam como restaurante, poderão operar de segunda à sexta, das 9h às 16h, sem música ao vivo e com 50% da capacidade. As marinas funcionarão de segunda à sexta, de 6h às 16h. O transporte intermunicipal de passageiros, de forma fluvial e rodoviária está permitido desde que obedeça ao limite de 50% de ocupação.

Já a restrição de circulação de pessoas será de 21h até 6h. Mercadinhos e padarias funcionam de 6h às 20h. Lojas do comércio em geral das 9h às 17h, de segunda a sábado. Lojas de som e acessórios de 9h às 17h, de segunda a sexta-feira com 50% da capacidade.

Fábio disse ainda que, para reforçar a recomendação das autoridades de saúde, a associação lançou uma campanha orientativa. “Apesar da gente ser treinado para atender bem os nossos clientes, a gente também vai ser rigoroso com ele quando não estiver cumprindo o protocolo dentro do estabelecimento. Essa é a orientação da Abrasel, a associação está fazendo uma campanha para que os retornos das atividades sejam feitos com moderação e muita responsabilidade, porque nós precisamos nos manter vivos no comércio”, disse o presidente.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.