Últimas

Criança de apenas 3 anos é torturada até a morte pelos próprios pais

Na madrugada deste sábado (6), Christopher Antony Tavares Coelho e Letícia Lopes Fonseca foram condenados a 32 e 29 anos de prisão, respectivamente, pela morte da própria filha após torturarem a criança cruelmente. O crime ocorreu em 2018, em Poços de Caldas, no estado de Minas Gerais.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

De acordo com a promotora encarregada do caso, a criança, identificada como Ana Lívia Lopes da Silva, de apenas três anos, sofria agressões de forma constante. “Ela chegava machucada na creche e o Conselho Tutelar chegou a ser acionado. Na investigação, os celulares foram apreendidos e as mensagens chegam a ser monstruosas. Eles descrevem as torturas ao se comunicarem e perguntam se ela havia melhorado ou se continuava nos castigos”, informou.

No dia da morte, a criança agonizou por cerca de dez horas antes de ser socorrida e encaminhada a um hospital. Foi brutalmente agredida às 08h, passou o dia vomitando sangue, e só às 18h, depois de desmaiar, foi levada a uma unidade de saúde. “Ela chegou em estado gravíssimo, com hemorragia crânio-encefálico e costelas quebradas. E a mãe passou o dia todo vendo o sofrimento da filha”, disse a promotora.

Os dois confessaram o crime friamente, tendo o pai inclusive informado que dava banho gelado na filha porque ela gostava de banho quente. A criança se sentia culpada pelas agressões que sofria. Sua última frase foi: “mamãe, eu não vou mais fazer isso”, até que ela não resistiu mais às torturas.

A advogada Karla Felisberto atuou na defesa da mãe da criança e informou que já esperava a condenação de sua cliente: “Ela se mostra conformada com a decisão. inclusive, confidenciou que nenhuma pena será maior que o sentimento de culpa que carregará pelo resto da vida”, informou a defensora.

Fonte: Portal CM7

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.