Últimas

Estudante da zona Leste de Manaus fatura premiação nacional com projeto de inovação voltado ao saneamento básico

Moradora do bairro Grande Vitória, na zona Leste de Manaus, a estudante amazonense Marcela Meireles Leocádio, de 18 anos, foi um dos destaques na segunda edição da premiação nacional do “Projeto Pioneiros”, promovido pela holding Aegea, que visa estimular a inovação e a criatividade entre jovens de todo o Brasil.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Presente em 126 cidades do país, a Aegea atua na capital amazonense desde 2018, através da concessionária Águas de Manaus.

Com o tema “Renovando a interação entre as comunidades locais e suas Estações de tratamento de esgoto (ETE´s)”, o projeto de Marcela faturou o segundo lugar geral da etapa nacional. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (01), em evento realizado de maneira virtual e transmitido ao vivo pelo canal do Youtube da Aegea. A amazonense concorreu com outros 106 estudantes de dez cidades do país.

Em seu projeto, Marcela propõe a criação de espaços de uso público no entorno ou dentro das unidades geridas pela Águas de Manaus na cidade. Entre reservatórios, elevatórias e estações de tratamento, a concessionária possui mais de 350 espaços espalhados pelos bairros da capital. Implantar hortas comunitárias, academias ao ar livre e quadras de esporte são algumas das sugestões feitas por Marcela.

Além disso, a estudante ainda sugere no projeto que materiais como garrafas pet e pneus, que geralmente são descartados na natureza e demoram anos para se decompor, sejam utilizados na estrutura dos novos espaços comunitários. Para Marcela, a educação ambiental também pode ser melhor trabalhada a partir da integração entre comunidade e empresa.

O projeto de Marcela foi escolhido, por uma banca técnica, como o melhor entre os concorrentes de Manaus. E ficou com a segunda colocação na premiação nacional do “Pioneiros”, em meio a mais de 100 projetos. Ao saber do resultado, ela não se conteve. “Ainda não estou acreditando que fui a primeira colocada em minha cidade e a segunda melhor do Brasil! Isso jamais passou pela minha cabeça. Eu fico muito feliz, afinal, todos os projetos eram muito bons. Quando pensei no projeto, olhei muito para a situação da minha comunidade, que é um lugar carente, sem muitas opções de lazer. Essa é uma necessidade de muitos outros bairros também. Ter espaços públicos simples, para o uso de todos, pode beneficiar a vida de muita gente”, disse a estudante, que concluiu o ensino médio em 2020, na Escola Estadual Roderick de Castelo Branco, no bairro São José 4. Ela já fez o Enem e agora, sonha em cursar Serviço Social. “Vou levar os ensinamentos do Pioneiros para a vida. O Pioneiros abriu minha mente e me fez entender muita coisa sobre o saneamento básico e como cada um precisa fazer sua parte para que ele funcione integrado à natureza. Agradeço muito a oportunidade por todo o conhecimento oferecido”, disse.

INOVAÇÃO - Além de Marcela, que foi vice-campeã na etapa nacional, outros dois projetos locais foram premiados pela Águas de Manaus na manhã desta segunda-feira (01). “A importância do saneamento básico na comunidade do Núcleo 15 e os impactos ambientais no igarapé do Goiabinha”, dos estudantes Luis Mário Silva de Souza (E.E. Júlio César de Moraes) e Adrian de Souza da Silva (Escola Estadual Waldock Fricke de Lira) e “Reutilização do óleo saturado para a fabricação do sabão”, da dupla Ana Beatriz Rodrigues e José Emiliano da Silva Neto (ambos da Escola Estadual Ângelo Ramazzotti). Todos receberam certificados e cartões presentes como premiação. Eles também vão concorrer a vagas para estágios e processos de menor aprendiz na concessionária.

A Águas de Manaus também pretende aproveitar as ideias vai avaliar a implementação dos projetos finalistas. O diretor-presidente da concessionária, Thiago Terada, parabenizou os estudantes e enfatizou a importância de ações que estimulam a criatividade e o pensamento crítico nos jovens. “O pioneiro é um desbravador e eu vejo esse espírito em todos que participaram da etapa em Manaus. É um orgulho enorme poder participar da evolução pessoal de cada jovem envolvido no projeto. A premiação é só o início de uma jornada profissional e todos tem um futuro brilhante pela frente”, destacou.

PROJETO PIONEIROS - Despertar a atenção dos mais jovens para a educação ambiental e oferecer uma oportunidade de capacitação profissional em saneamento básico são alguns dos objetivos do programa “Pioneiros”, criado pelo grupo Aegea em 2019. O projeto funciona da seguinte maneira: estudantes de escolas públicas são selecionados para participar de uma imersão no universo do saneamento básico. Através de uma série de palestras, treinamentos e visitas técnicas, os estudantes vão conhecendo diferentes áreas de atuação, a infraestrutura e a importância do serviço através do contato direto com profissionais da empresa. No fim do programa, os participantes devem entregar, como trabalho de conclusão de curso, um projeto de melhoria em saneamento, que possa ser aplicado em seu bairro.

Em Manaus, o projeto Pioneiros formou sua primeira turma em 2020, com a participação de 32 estudantes. Entre agosto e novembro, todos passaram por treinamentos e contaram com a mentoria de profissionais voluntários da Águas de Manaus. Após estimular valores como criatividade, inovação e o pensamento crítico e reflexivo, 11 projetos foram apresentados pelos participantes. A próxima edição do Pioneiros em Manaus irá acontecer no segundo semestre.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.