Últimas

Homem é preso após matar mulher de desafeto na zona leste de Manaus

A delegada Marília Campello, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou, na tarde desta quarta-feira (3), sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de José Nilson dos Santos, de 36 anos, suspeito de matar Carina Pinheiro após tentativa de homicídio contra o esposo da vítima, identificado como Josimar.


O crime aconteceu no dia 23 de fevereiro deste ano, no Ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. A delegada adjunta Marília Campelo explicou, ao Portal Tucumã, sobre o cumprimento deste mandado. Conforme ela, a prisão também ocorreu no mesmo bairro dos crimes.

“O José tinha uma rincha antiga com o marido da vítima e nesse dia pegou uma espingarda, calibre 16, e foi ao sítio das vítimas. A intenção era ceifar a vida do Josimar, que, ao ser atingido, conseguiu fugir pelo mato até à rua principal para pedir ajuda. Entretanto, o criminoso municiou a arma novamente e atingiu Carina, esposa do desafeto, que morreu no local”, contou a adjunta.
Desavença por futebol

A delega explica, ainda, que o motivo da desavença seria uma partida de futebol que aconteceu há mais de um ano. Desde então, eles tinham uma desavença. “Josimar, em depoimento após sair do hospital, relatou que não tinha mais confusão nenhuma entre eles. Em 2019, o marido de Carina registrou um boletim de ocorrência, contra José Nilson. A vítima informou ainda que no dia do crime nada tinha ocorrido entre eles”, disse a delegada.

Questionada se o culpado estaria sob efeito de entorpecentes no ato da ação criminosa, a delegada respondeu: “José Nilson confessa a autoria do delito e diz que não estava drogado ou bêbado, informou simplesmente que não estava mais aguentando ser humilhado e insultado, e resolveu a situação de sua maneira. Infelizmente, ele escolheu resolver os problemas pessoais de forma errada e está preso na cadeia pública”, informou.

A adjunta acrescentou que o criminoso, natural do estado do Maranhão, está em Manaus há, aproximadamente, cinco anos e não possui antecedentes criminais no Amazonas.
Esposa era alvo?

Segundo a DHES, José Nildo não tinha intenção de matar a esposa do alvo, porém, acredita que houve o dolo de também assassinar a mulher. O esposo da vítima esclareceu que já estava longe de sua companheira, quando ela foi atingida. “Carina tentou conter o criminoso, perguntava porque ele estava fazendo aquilo, e ainda assim ele efetuou os disparos contra ela – que morreu no local”, finalizou Marília.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.