Últimas

Por não aceitar o fim do casamento, policial mata esposa e depois dá um tiro na própria cabeça; imagem forte

Na manhã de segunda-feira (1º), um crime violento chocou os moradores do conjunto Maguari, em Belém. O investigador da Polícia Civil, identificado como Edson Campos Pojo, assassinou a própria esposa, Liliane Santana da Silva Pojo, de 36 anos, dentro da residência dela, e depois se suicidou em frente ao 24º Batalhão de Polícia Militar (24º BPM), no mesmo bairro.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO


Segundo relatos de testemunhas, Edson chegou na casa onde a esposa morava com os dois filhos do casal e, depois de insistir muito, entrou na residência. Em seguida, os vizinhos escutaram quatro disparos de arma de fogo e, poucos segundos depois, viram o policial deixando a casa, entrando no carro e indo embora. As crianças estavam na escola no momento do crime.

Depois de entrar no carro, ele seguiu para o 24º BPM, que fica a poucos minutos do local do crime, e tirou a própria vida, com um tiro na cabeça. Um inquérito policial será instaurado pela Delegacia do Tenoné para que o caso continue sendo investigado.


Fonte: Portal CM7

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.