Últimas

Prefeitura e governo do Amazonas iniciam tratativas para uso do programa ‘Trabalhando a Liberdade’

A Prefeitura de Manaus e o governo do Amazonas iniciaram nesta quinta-feira, 18/3, tratativas para uso da mão de obra do programa “Trabalhando a Liberdade” em obras municipais.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A parceria entre a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) deve render ocupação aos apenados do sistema prisional.

A reunião, que ocorreu na sede da Seap, na Torquato Tapajós, zona Norte, contou com a presença do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta; o secretário da Seap, coronel Vinícius Almeida; o titular da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Sabá Reis; e o titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Renato Magalhães.

Os reeducandos deverão trabalhar na recuperação de canteiros da cidade, com serviços de paisagismo e reposição de meios-fios, na produção de blocos e peças de concreto, em serralheria e outros.

Para o vice-prefeito, a mão de obra carcerária é uma maneira de minimizar danos econômicos. “O cenário adverso em que vivemos por conta da pandemia e queda de arrecadação, de aproximadamente R$ 1 bilhão, nos leva a pensar em fazer parcerias para minimizar esses danos e prejuízos, sobretudo na questão da infraestrutura”, destaca. Ele ainda ressalta o benefício abrangente do convênio.

“A Seap tem uma mão de obra, hoje prisional, extremamente qualificada, preparada e treinada que pode ajudar a cidade de Manaus e a administração do prefeito David Almeida em várias frentes. Esse futuro convênio deverá ser aprofundado junto ao governador e vai beneficiar a todos, tanto a cidade de Manaus quanto a população”, ressaltou Marcos Rotta.

Durante o encontro, Vinícius Almeida fez um balanço das obras extramuros realizadas pelos internos ao longo dos últimos dois anos. “O Trabalhando a Liberdade surgiu em 2019 e hoje colhemos excelentes resultados. Temos mais de 1.200 apenados trabalhando e remindo suas penas, temos empresas de outros Estados adentrando no sistema prisional do Amazonas para gerar mais emprego, temos parcerias com outras secretarias estaduais e agora iniciamos essa conversa com a prefeitura. Só quem ganha é a sociedade, com menos um condenado voltando ao crime e com a economia gerada com o trabalho deles”, pontua.

Continuidade

Nesta sexta-feira, 19, o secretário Vinícius Almeida e o vice-prefeito Marcos Rotta farão uma visita conjunta ao Passeio do Mindu, no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, para avaliar as melhorias necessárias, que deverão ser trabalhadas no local.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.