Últimas

Sinésio Campos comemora sanção da Lei que abre o mercado de Gás Natural

O deputado Sinésio Campos (PT) comemorou a medida do Governo do Estado pela homologação da Lei do Gás, ocorrida na tarde desta quarta-feira (17) na sede do Governo do Amazonas.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O parlamentar lembrou, em tom de desabafo, que o Amazonas vem produzindo gás há cerca de vinte anos, mas o povo ainda não sentiu nenhum efeito na redução de preços de produtos como o próprio gás e a substituição da gasolina que também seria oferecida a preços inferiores. O parlamentar lembrou que o produto chegou a ser oferecido em alguns postos, mas foi encerrada a atividade por falta de oferta. “Apesar de o Estado ter implantado uma rede de dutos para o transporte do gás até Manaus e na cidade, os benefícios não chegaram à população”.

Sinésio Campos também criticou o monopólio controlado por algumas pessoas que, na verdade, não tinham interesse em fazer o gás chegar à população de forma mais acessível. Ele exemplificou que em alguns municípios uma botija de gás de 13 quilos chega a custar R$ 150. “Por que pagamos um preço tão caro pela gasolina? Se o cidadão transformasse o seu veículo para uso do gás, seria outra realidade no Estado. Portanto essa nova matriz energética é uma nova realidade para o desenvolvimento”.

Nessa esteira, ele destacou a proposta, de sua autoria, para o Projeto de Lei (PL) que cria o gás social no Amazonas destinado às famílias de menor poder aquisitivo que residem em conjuntos populares como dos hansenianos e de outras comunidades.

Ressaltou ainda a utilização do produto como combustível para a indústria oleira e o avanço para criação de um pólo cerâmico incluindo o porcelanato. Isso poria fim à derrubada e queima da floresta utilizada como fonte de energia ao setor. E inclui ainda a implantação de um polo naval e indústria petroquímica. Além de fornecer energia para a população e indústrias. Incluindo os municípios do Amazonas.

“Essa nova matriz vai também evitar a saída de indústrias da Zona Franca, que estão indo para países como a China. Portanto, a abertura do mercado de Gás vem ao encontro de um sonho de décadas trazendo benefícios para o Amazonas, gerando empregos, salários e impostos. Quebrar monopólio é um ato de coragem, determinação e ousadia”.

Sinésio foi o relator do PL aprovado na Assembleia Legislativa do do Amazonas (Aleam) no qual ele sempre debateu que o Amazonas deveria ter outras alternativas econômicas. “Estarmos aqui hoje, mostra que quem ganha é o Amazonas. Somos republicanos e defensores da democracia na busca por dignificação ao nosso Estado e comemoramos a abertura do mercado de Gás”.

Gabinete do Deputado Sinésio Campos (PT)

Texto: Assessoria do Deputado

Gabinete (92) 3183-4431

Jéssica Trajano (92) 99224-6013

Bergue Nogueira (92) 99156-7285

ascomsinesio@gmail.com

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.