Últimas

Taradão é preso ao aliciar mulher dentro de coletivo em Manaus

 Na Manhã desta segunda-feira (29), uma usuária do transporte coletivo, de 44 anos, que estava em um ônibus da linha 676, denunciou um homem por importunação sexual. Segundo ela, quando o ônibus rodava na avenida Mirra, na Zona Leste.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A mulher contou que estava em uma poltrona e o homem, chegou e sentou ao lado dela. Não demorou para ele iniciar a chateação.

A passageira disse que ele tocava nas partes íntimas dele, e olhava para ela, fazendo com que ela percebe a imoralidade dele. Para piorar a situação, ele começou a se esfregar nela, coagindo-a e se encostando cada vez mais. Ele estava quase sentando no colo dela, foi quando, se sentido cada vez mais coagida, se levantou da poltrona para mudar de lugar.

O homem puxou a mulher pelo braço, para junto dele, na tentativa de fazê-la se sentar.

Nesse momento a mulher não se conteve e gritou, fazendo todos os passageiros entenderem que ela estava sendo importunada sexualmente. Os usuários se revoltaram e imediatamente acionaram a viatura da polícia militar.

Com a denúncia, uma equipe da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), fez a abordagem no coletivo e deteve o importunador, e o encaminhou para o 14º Distrito Integrado de Polícia.

Na delegacia o homem alegou ser doente e que tinha ataques epiléticos, motivo pelo qual fez os gestos involuntariamente. Ele disse ainda que nem lembrava o que havia acontecido.

Mesmo com a alegação do homem, a polícia registrou o fato como crime de importunação sexual, que pode ter reclusão do infrator de 1 a 5 anos, preso.

O subtenente da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), relatou que a prática desse crime tem se tornado comum dentro de ônibus. No entanto, o policial explicou que deve ser denunciado sempre que houver esse tipo de crime, e disponibilizou o número da Cicom que atende aquela área da 18ª Companhia, o número 92 98842 1732 para denúncia de crime. Ele pediu que a pessoa deve tentar se afastar do importunador e, de preferência, pedir ajuda da policia ou sinalizar para que alguém faça isso.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.