Últimas

Governo do Amazonas libera recurso para equipar Centro de Convivência da Família de Manicoré

O Governo do Amazonas está liberando um crédito no valor de R$ 400 mil para aquisição de material permanente para equipar o novo Centro de Convivência da Família do município de Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus). A iniciativa tem o objetivo de reforçar o atendimento à população em situação de vulnerabilidade que procura os serviços ofertados pela rede socioassistencial no interior do estado.



De acordo com a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), o valor a ser liberado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), na modalidade fundo a fundo, integra a política pública determinada pelo governador Wilson Lima de cofinanciamento dos serviços de proteção social. Os centros executam serviços de convivência e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, medida fundamental na área social porque previne situações de vulnerabilidade entre crianças, adolescentes, adultos e idosos.

“Esse é um centro importantíssimo para o município de Manicoré. O recurso para conclusão nós temos, mas o que a gente veio buscar aqui foi exatamente a verba para a compra dos equipamentos. Somos gratos ao andamento que o governo deu ao nosso pedido”, disse o prefeito Lúcio Flávio, durante reunião nesta sexta-feira (30/04), com a secretária executiva da Seas, Cadige Jamel.

Estrutura – Localizado na Calha do Rio Madeira, o município de Manicoré conta atualmente com um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Conforme a secretária municipal de Assistência Social de Manicoré, Inara Coutinho, a obra do Centro de Convivência da Família está 70% concluída e deve ser inaugurada nos próximos meses.

A secretária executiva da Seas, Cadige Jamel, enfatizou que o Governo do Amazonas vem atendendo os 62 municípios com apoio técnico permanente à gestão e às equipes técnicas que trabalham no Sistema Único de Assistência Social (Suas); além de repassar o cofinanciamento em dia; executar o programa Auxílio Estadual em decorrência da Covid-19; e participar das ações da Operação Enchente no período de cheia dos rios da região.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.