Últimas

“Meu autista, preferido”, diz Ari Motta sobre o neto Bernado, no dia em que se comemora o Autismo

Meu Heroi, é assim que me dirijo a ele, meu autista preferido, meu Neto Bernado. Ele é herói, por que vê o mundo com um olhar diferente do nosso, um olhar simples, mas cheio de irreverencia, inocência e amor. 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Nesse dia que é celebrado em todo o mundo o Dia do Autismo, a data que serve de conscientização, vou expressar aqui o sentimento de ter um em casa.Tecnicamente o autismo, ou Transtorno do Espectro do Autismo é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não-verbal e comportamento restrito e repetitivo.

Desde que o Bernado nos presenteou com a vida, eu leio um pouco, para entender, pois apesar do esforço pela causa, ainda existem barreiras enfrentadas por pacientes e familiares e a maior barreira é o preconceito. As vezes até no seio da própria família.

Mas eu afirmo e reafirmo não há uma linguagem que supere todos estes conceitos e números que a linguagem do amor. Muitas vezes pais, mãe, tios, vovôs e vovós perguntam para Deus: Porquê? Porque nós? Porque nosso filho, nosso neto? E depois percebemos que ele foi um presente de Deus e os nossos porquês já foram respondidos

Sabe porque disse Deus: Porque ele vai te ensinar a ser uma pessoa melhor.

Porque cada conquista que ele tiver, por menor que possa parecer, para nós é o máximo!

Porque ele é um Ser Puro, desprovido de maldade.

Porque ele não tem inveja ou cobiça de um coleguinha porque tem tal coisa e ele não.
Porque para o meu Bernado, basta uma folha de papel

Porque ele sempre vai acordar sorrindo e quando aprender a falar vai dizer eu te amo, com a alma, com o olhar, ou simplesmente com um toque nas mãos, ou do nariz (como faz comigo)
Porque apesar de não falar corretamente, ele fala a linguagem de Deus, ele fala a Língua do Amor!

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.