Últimas

Ministro da Casa Civil diz ter tomado vacina escondido por orientação; Mourão nega

O general Luiz Eduardo Ramos, ministro da Casa Civil, afirmou em reunião, nesta terça-feira (27), ter tomado a vacina contra a Covid-19 “escondido” por orientação do Planalto, sem saber que seu discurso estava sendo transmitido ao vivo.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Não tenho vergonha, não. Eu tomei e vou ser sincero, porque, porr*, eu, como qualquer ser humano, quero viver. E se a ciência e a medicina estão dizendo que é a vacina, né, Guedes, quem sou eu para me contrapor?”, disse o ministro.

Ele ainda afirmou estar tentando convencer o presidente, Jair Bolsonaro, de 66 anos, a se vacinar. “Estou envolvido pessoalmente tentando convencer o nosso presidente, independente de todos os posicionamentos, que nós não podemos perder o presidente para um vírus desse. A vida dele, no momento, corre risco, ele tem 65 anos”, afirmou, erroneamente.

Após tomar conhecimento da gravação, o ministro da Economia Paulo Guedes pede que a reunião não seja colocada no ar. A transmissão se encerra logo depois.

Em nota, a Casa Civil informou que “ao dizer, de maneira informal, que teria tomado a vacina ‘escondido’, o ministro se referia ao fato de ali estar um dos mais de 38 milhões de brasileiros que já se vacinaram e não um ministro de Estado”.

Nesta quarta-feira (28), o vice-presidente Hamilton Mourão negou a declaração do ministro e disse que não há orientação do Planalto contra a vacinação. “O ministro Paulo Guedes (da Economia) foi filmado tomando vacina. Eu também”, relembrou.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.