Últimas

Projeto social ‘Vidas de Maria’ traz esperança e amor durante a pandemia

Com o principal objetivo de ajudar as famílias irandubenses, o projeto social ‘Vidas de Maria’ surgiu no período mais crítico e devastador em que o Amazonas estava sofrendo por falta de oxigênio nos hospitais da região. O projeto surgiu a partir do irandubense Rafael Souza que reuniu amigos, familiares e fez uma publicação em sua rede social perguntando quem gostaria de contribuir para a compra de oxigênio que seria destinado ao hospital Hilda Freire, localizado no município de Iranduba.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Buscando ajuda imediata, foi feita uma vaquinha online e redes sociais para o projeto para as compras dos cilindros de oxigênio. Foram distribuídos cilindros de oxigênio e EPIs para o hospital Hilda Freire e mais 8 Unidades Básicas de Saúde (UBs) tanto de Iranduba quanto do Cacau Pirêra.

De acordo com a representante do projeto, Ana Camila, irmã de Rafael, após o colapso do oxigênio, em parceria com o SOS AM, o projeto arrecadou mais de 400 cestas básicas tendo em vista que a fome também era uma consequência da pandemia para o município.


“Nós queremos muito homenagear minha mãe. Queremos levar o nome dela e do projeto bem longe. O projeto tem o intuito de ajudar pessoas em vulnerabilidade social, já ajudamos várias comunidades. A última ação que fizemos foi em alusão à Páscoa, no dia 5, onde conseguimos distribuir mais de 100 cestas para a comunidade Cristo Rei, aqui em Iranduba. Foi muito gratificante”, declarou.

Anteriormente chamado de ‘Vidas Irandubenses’, o projeto teve o nome mudado para ‘Vidas de Maria’ em homenagem a uma de suas fundadoras, a professora Maria Emma Nerys, mãe de Ana Camila, foi vítima do Covid-19 em 13 de março.

Fonte: Amazônia Press

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.