Últimas

Ricardo Salles é alvo de críticas e internautas pedem saída do ministro

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, está sendo de inúmeras críticas na manhã desta quarta-feira (21), principalmente nas redes sociais. Com isso, diversos internautas pedem a sua saída do cargo.


Políticos e artistas se uniram para solicitar a saída de Ricardo Salles do ministério. O cantor Gilberto Gil destacou nas suas redes sociais que a população brasileira deve se unir para preservar o meio ambiente.

“O Brasil tem um dos maiores patrimônios ambientais do mundo e não podemos deixar que seja destruído pela maldade do atual governo”, reitera.

A deputada federal Joênia Waphicana (Rede-RR) ressaltou que Ricardo Salles já cometeu diversos crimes ambientais, entre eles, permitir a invasão de garimpeiros em territórios indígenas.

“Já cometeu diversas omissões que chega a ser um crime contra o meio ambiente e contra a humanidade. O resultado é desastroso, como o aumento do desmatamento, retrocessos na política ambiental invasões de garimpeiros ilegais nas Tis e tantas irresponsabilidade”, ressalta.

Apesar da intensa movimentação, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) saíram em defesa do ministro. O deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) soltou uma indireta ao defender o titular do Ministério do Meio Ambiente.

“Não adianta chorar, espernear e levantar hashtag contra. Salles fica e até 2026!”, disse o parlamentar em sua conta no Twitter.

O youtuber Renato Bastos fez críticas aos ativistas da esquerda e ressalta que o ministro vem acabando com esquemas ambientais.

“Todo apoio ao ministro Ricardo Salles. A esquerdalha espuma de raiva. Vários esquema amazônicos foram cortados, então eles usam o gado para atacar e acreditar que estão preocupados com árvores. Salles fica!”, reitera

Denúncia

Na última terça-feira (19) o senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a saída imediata de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente. Ele cita, naturalmente, uma denúncia feita pelo delegado Alexandre Saraiva, da Polícia Federal, que apresentou a notícia-crime ao Supremo dias atrás.

O senador informou que Salles atrapalhou o desenrolar da Operação Handroanthus, em que a PF no Amazonas fez uma apreensão recorde de aproximadamente 200 mil metros cúbicos de madeira ilegal.

“Em sintese, o Ministro de Estado do Meio Ambiente faz uso de sua influência institucional para favorecer poluidores e desmatadores, em violação frontal aos deveres constitucionalmente corrigidos. Tal situação fica ainda mais evidente ao considerarmos que uma autoridade policial denunciante foi afastada da função de Superintendente Regional da Polícia Federal no Estado do Amazonas como forma de retaliação política à investigação “, diz a petição de Contarato, em que cita a transferência de Saraiva para outra área da PF.



Foto: Adriano Machado/Reuters

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.