Últimas

Saiba quanto tempo após a aplicação da vacina a pessoa pode desenvolver imunidade à Covid-19

As vacinas são um passo importante para vencer a pandemia do novo coronavírus, mas muita gente ainda fica em dúvida quanto ao período da imunização.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Cada organismo reage de uma forma diferente do outro, e isso depende de fatores singulares como a faixa etária e o próprio sistema imunológico da pessoa. No entanto, de acordo com especialistas, em geral, dentro de duas semanas após a segunda dose, a imunização consegue fazer efeito, pois esse é o tempo que nosso sistema leva para criar anticorpos neutralizantes, que barram a entrada do vírus nas células.

Caso uma pessoa tenha Covid-19 logo após se imunizar, não significa que a vacina não funcionou em seu organismo, mas que seu sistema imunológico ainda não teve tempo para criar a resposta imune. De acordo com a diretora nacional de infectologia do Sistema Hapvida, Silvia Fonseca, o processo de imunização à Covid-19, ocorre de forma gradativa e diferente em alguns casos.

“É importante a gente saber que a resposta de imunidade varia de pessoa pra pessoa, o que nós sabemos por exemplo de uma das vacinas – Coronavac, é que a pessoa fica imune após as duas doses e depois de pelo menos 14 dias após a segunda dose. Isso nos leva a crer que nos estudos que foram feitos, o que foi observado é que no grupo de pessoas vacinadas ninguém morreu ou teve doença muito grave. Entretanto, o que foi observado também é que uma porcentagem mesmo que pequena das pessoas vacinadas teve a infecção e com a capacidade de transmitir pros outros. Então não podemos facilitar, mesmo as pessoas vacinadas devem continuar usando máscara, cumprir o distanciamento social, não aglomerar e usar sempre álcool em gel nas mãos”, destaca.

Ainda vale lembrar que uma quantidade ainda maior de anticorpos pode ser registrada até um mês após o fim da vacinação, também variando de indivíduo para indivíduo. É importante esperar, porém, que grande parte da população tenha sido imunizada antes de voltarmos aos antigos hábitos, para evitar contaminar outras pessoas, já que o indivíduo que tomou a vacina ainda pode transmitir o vírus. Como já foi dito mesmo após a imunização, ainda será preciso manter medidas de segurança, como o uso de máscara e a higienização constante das mãos.

Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 6,6 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 38 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 45 hospitais, 198 clínicas médicas, 46 prontos atendimentos, 175 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.