Últimas

Sejusc realiza ação para emissão de documentos aos acolhidos do abrigo emergencial temporário

Na manhã desta sexta-feira (16/04), a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), por meio da Secretaria Adjunta de Cidadania, realizou uma ação para solicitação de emissão de 1ª e 2ª vias da Carteira de Identidade (RG) e Registro Civil de Nascimento (RCN), dos acolhidos do abrigo emergencial provisório montado pelo Governo do Estado.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A secretária executiva de Direitos Humanos da Sejusc, France Mendes, que gerencia o abrigo, destacou que a ação reforça os princípios do órgão em executar programas e projetos inerentes à garantia dos direitos básicos da população.

“É um dia importante na vida dos nossos abrigados. Uma ação em conjunto com a pasta de Cidadania dedicada para a emissão de documentos. Cada dia estamos organizando e buscando oportunidades para que eles retornem à sociedade, com a esperança de dias melhores e coragem para recomeçar”, afirmou a secretária.

A chefe do Departamento de Promoção e Defesa de Direitos da Sejusc, Janeffer Santos, explica que alguns dos serviços oferecidos aos abrigados exigem que os beneficiados tenham os documentos como RG e RCN, o que torna essencial esse tipo de ação no local.

“A viabilização dessa documentação para a população em situação de rua, que antes não tinha essa perspectiva, é muito importante, uma vez que a Sejusc firmou parceria com a Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), por exemplo, e nós começamos o cadastro para vagas de empregos, onde os documentos são necessários Muitos deles não tinham o registro, e hoje eles conseguiram tirar essa documentação", disse.

Por se tratar de pessoas que estiveram em situação de rua, muitos abrigados perderam os documentos básicos de identificação, como explica Samy Lima, gerente do PAC São José: "Primeiro resgatamos o Registro Civil de Nascimento de alguns que perderam o documento, em seguida, demos entrada no RG, para eles continuarem a vida como cidadãos de direito", frisou.

Perspectivas - Para o abrigado Elton* (nome fictício), que conseguiu solicitar a 2ª via do RG, a ação de cidadania irá abrir portas para um futuro próspero.

"Não tinha documento, agora vou tirar a 2ª via. Quando vivia na rua não tinha esses documentos e agora posso ter. Quero agradecer ao Governo do Amazonas por essa ação, para a gente conseguir, futuramente, uma faculdade, um trabalho".

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.