Últimas

Al-Qaeda promete guerra contra os Estados Unidos

Mesmo com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciando a intenção de retirar as tropas norte-americanas do Afeganistão — segundo a Casa Branca, os militares deixarão o país asiático entre 1º de maio e 11 de setembro de 2021, Al-Qaeda garante que não haverá paz.

Fonte: CCN / BLITZ AMAZÔNICO

O grupo fundamentalista islâmico Al-Qaeda, fundado pelo terrorista Osama bin Laden, garante que não haverá paz com os ianques, malgrado a iminente saída de seus soldados do território afegão. “A guerra contra os Estados Unidos continuará em todas as outras frentes, a menos que sejam expulsos do resto do mundo islâmico”, disparou um funcionário da Al-Qaeda, em entrevista à CNN.

De acordo com o porta-voz dos fundamentalistas, a Al-Qaeda pretende fortalecer seu controle sobre a região. Por isso, deve firmar parceria com o Talibã, outra organização terrorista, a fim de lutar contra a presença dos Estados Unidos em países do Oriente Médio

Al Qaeda sugere que Taleban mente em negociações com os Estados Unidos

Hoje, o grupo terrorista que rugia e chamava a atenção mundial está reduzido a um gemido, mas está longe de estar morto. E agora diz que está planejando um retorno depois que as forças dos EUA deixarem o Afeganistão, fazendo parceria mais uma vez com o Taleban.

Em sua resposta à CNN, dois membros da Al Qaeda transmitiram elogios ao grupo fundamentalista por manter viva a luta contra os Estados Unidos. “Graças aos afegãos pela proteção dos camaradas de armas, muitas dessas frentes jihadistas operam com sucesso em diferentes partes do mundo islâmico há muito tempo”, disse o porta-voz.

Foto: Divulgação


Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.