Últimas

CIF encerrou quatro festas clandestinas e fechou outros 13 estabelecimentos durante o fim de semana em Manaus

No último fim de semana, os agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) fecharam 13 estabelecimentos que descumpriram o decreto governamental. Ainda durante as fiscalizações, quatro festas clandestinas foram encerradas e um homem foi detido por descumprimento de medida sanitária. Ao todo, 47 estabelecimentos foram vistoriados nas zonas norte, sul, leste e oeste de Manaus.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

As vistorias foram realizadas entre a noite da última sexta-feira (28/05) e a madrugada de domingo (30/05). Na sexta-feira, no Centro da cidade, a casa noturna Las Vegas Club Show foi interditada pelos fiscais da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), por promover aglomeração e por funcionar fora do horário permitido. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) interditou o uso do equipamento sonoro.

Na zona leste, os bares localizados na avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, foram fechados pelos agentes da CIF por funcionamento fora do horário permitido. Os policiais da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados para dar apoio no fechamento dos estabelecimentos daquela área.

No sábado (29/05), a ação conjunta fechou duas festas clandestinas que estavam acontecendo no Conjunto Residencial Viver Melhor, localizado no bairro Lago Azul, zona norte da capital. O responsável pela festa “A Noite do Terror” foi conduzido ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Já no domingo, o estabelecimento Ponto Certo Bar, localizado na rua Canópus, bairro Lírio do Vale, zona oeste da cidade, foi autuado pela Visa Manaus por estar funcionando com o bar como atividade principal. O estabelecimento Ponto 100 também teve as suas atividades encerradas pelos fiscais da CIF, sendo autuado por promover aglomeração.

Flutuantes – No domingo, a ação realizou fiscalização em seis flutuantes. Segundo os agentes, cinco dos seis locais vistoriados cumpriam o decreto e receberam apenas orientações. Apenas um dos locais vistoriados, o “Restaurante da Doró”, apresentou irregularidades, sendo autuado e interditado pela Marinha do Brasil por risco de afundamento.

Ação conjunta – A CIF, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Visa Manaus, Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e Procon-AM.

Denúncias – Delações referentes a estabelecimentos comerciais ou festas clandestinas, que descumprem decreto governamental ou apresentem outras irregularidades, podem ser feitas ao 190 ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.