Últimas

CIF fluvial apreende drogas e encerra festa clandestina com cerca de 80 pessoas em flutuante

Uma festa clandestina que acontecia no flutuante Bubuia on The River foi encerrada pelos agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) fluvial, na tarde deste domingo (16/05). Com cerca de 80 pessoas, os agentes ainda apreenderam entorpecentes no local onde ocorria a festa, denominada “Sunset”.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

No momento da abordagem, os policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) encontraram, no meio dos pertences de algumas pessoas que estavam no local, maconha e droga sintética.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, coordenadora da CIF da tarde deste domingo, o evento estava sendo divulgado amplamente nas redes sociais.

“Recebemos uma denúncia anônima de que estaria acontecendo uma ‘rave’ e, quando viemos fazer a abordagem, identificamos várias pessoas usando uma fita no braço. Ou seja, era realmente uma festa clandestina. Encontramos no local, maconha, droga sintética e narguilé. Aém de ser uma festa, as pessoas estavam consumindo substância entorpecente”, contou a delegada.

Os agentes da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) autuaram o flutuante por não possuir licença sanitária, além de estar promovendo aglomeração.

O material entorpecente encontrado, o equipamento de som e três narguilés foram apreendidos. Cinco pessoas que estavam com drogas, além do responsável pelo evento, foram encaminhadas ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Outras fiscalizações – Os agentes ainda fizeram vistorias no flutuante Sedutor. No local não foram encontradas irregularidades e a equipe de fiscalização só realizou o procedimento padrão de orientação.

Participaram da CIF fluvial deste domingo as polícias Civil e Militar, Visa Manaus, Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) e Marinha do Brasil.

Denúncias – Delações referentes a estabelecimentos comerciais ou festas clandestinas, que descumprem decreto governamental ou apresentem outras irregularidades, podem ser feitas ao 190 ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.