Últimas

Cigás amplia frentes de obras e estima investimento global de R$ 786 milhões até 2025

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) abriu novas frentes de obras visando à expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN) na capital. A ação faz parte de amplo pacote de obras com previsão de conclusão em 2025, por meio do qual espera-se beneficiar 21 mil unidades consumidoras. Até lá, a Companhia estima investimento global de R$ 786 milhões no Amazonas.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Com a intensificação dos trabalhos, a concessionária, que é responsável pelo serviço de distribuição e comercialização de gás natural (GN), no estado, conta com equipes atuando paralelamente em diferentes zonas da cidade. As frentes de obras concentram-se nas zonas oeste, centro-oeste, centro-sul e leste.

No caso da zona Leste, por exemplo, as obras estão sendo realizadas em duas etapas. A primeira compreende as avenidas Autaz Mirim, Cosme Ferreira e rua Candelária. Enquanto a segunda abrange as avenidas Cosme Ferreira e José Romão, com início ainda na avenida Efigênio Salles.

Em se tratando da zona oeste, avenidas dos bairros Alvorada, como Desembargador João Machado e Laguna; e ainda as avenidas do Turismo, Alaska, São Jorge, Pedro Teixeira, Theomário Pinto da Costa, Darcy Vargas e travessas Ponta Negra e Vizeu são algumas das que estão no itinerário de obras da Cigás.

A estimativa é finalizar a maior parte das obras até o fim de junho. Em alguns trechos, os serviços se estenderão até o segundo semestre. O cronograma de obras está à disposição para consulta no site da concessionária: https://www.cigas-am.com.br/obras. Até março deste ano, a Companhia já construiu 160 quilômetros de Rede de Distribuição de Gás Natural.

De acordo com o diretor-presidente da Cigás, René Levy Aguiar, a expectativa é que os investimentos realizados pela Companhia possam servir de atrativo para a instalação de novos empreendimentos comerciais, empresariais e também para os residenciais, ao longo do trajeto da rede de gasodutos, em razão da economia proporcionada pelo gás natural aos seus usuários.

A manutenção do serviço de distribuição de gás natural executado pela concessionária já garante o desenvolvimento de refinados processos e o funcionamento de linhas de produção de 52 empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM), em torno de 140 estabelecimentos comerciais, mais de 5 mil unidades residenciais e três postos de combustíveis.

“Nosso objetivo é levar o gás natural para um número cada vez maior de amazonenses a fim de que usufruam dos seus benefícios, de maneira que possamos cumprir a nossa missão de promover soluções energéticas a partir do insumo e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do Amazonas”, enfatizou o diretor técnico comercial da Companhia, Clovis Correia Junior.

Método inovador de obras – Nas obras, a Companhia utiliza o método não destrutivo, que não requer abertura de grandes valas. Ao invés disso, é feito um furo com uma máquina do tipo perfuratriz, a cada 100 metros aproximadamente, possibilitando que a rede seja implantada sob a superfície de ruas e avenidas, sem causar maiores transtornos.

Para evitar impactos na mobilidade urbana da cidade, as obras são executadas prioritariamente no horário noturno. A Cigás também zela pela manutenção da integridade da infraestrutura. Em razão disso, realiza o recapeamento asfáltico, o qual acontece em duas etapas: a cada finalização de furo diariamente com asfalto a frio (provisório) e, após a conclusão definitiva das obras, em cada trecho, com asfalto quente. Dúvidas e outras manifestações, a Cigás atende por meio do número telefônico 117.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.