Últimas

Com mais uma condenação, processos de João de Deus somam 64 anos de prisão

João Teixeira de Faria, o João de Deus, foi sentenciado novamente condenado por mais um crime de violação sexual. Somando as penas, já soma-se de 64 anos de prisão. 

Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO 

Segundo o G1, o homem foi condenado a mais dois anos e meio de reclusão pelo crime de violação sexual mediante fraude contra uma mulher, em Goiás. Em prisão domiciliar por conta do coronavírus, ele nega as acusações.

De acordo com o Tribunal de Justiça, dez mulheres faziam parte da denúncia que resultou na decisão desta terça-feira, no entanto, o juiz descartou as acusações em nove casos, mantendo o julgamento apenas para um deles.

O Ministério Público de Goiás, por meio de nota, disse que a denúncia foi oferecida em relação a fatos praticados em desfavor de 10 vítimas. "Contudo, em razão de não terem oferecido representação pelo crime no prazo de 6 meses após os abusos, o Juízo extinguiu a punibilidade de João Teixeira de Faria em relação a 9 vítimas, sem analisar se os fatos ocorreram ou não, recebendo-se a denúncia tão somente em relação a uma vítima".

O suspeito já é réu em mais de dez processos, que ainda não foram julgados.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.