Últimas

Conselho Tutelar lança plano de intervenção para diminuir violência sexual infantojuvenil

O Conselho Tutelar Centro-Oeste lançou o Plano de Intervenção “Menino não é de Rua – Trilha da Proteção da Criança e do Adolescente”, na manhã desta terça-feira, 11/5.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O objetivo é que a criança desenvolva conceitos e atitudes de proteção, auxiliando a diminuição da vulnerabilidade à violência sexual por meio da informação, do conhecimento do corpo, da busca de ajuda e da comunicação.

“O prefeito David Almeida tem orientado e incentivado o apoio a essas atividades que protegem e zelam pelas famílias na proteção de crianças e adolescentes da nossa cidade, no sentido de evitar mais crimes ou a criminalização das suas questões”, afirmou Graça Prola, subsecretária de Políticas Afirmativas para as Mulheres e Direitos Humanos da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

A iniciativa promove uma ação integrada para crianças e adolescentes da zona Centro-Oeste da capital, baseada em denúncias relacionadas às crianças em situação de rua, principalmente nos bairros Alvorada, da Paz e Redenção.

“Criamos esse plano de ação com o objetivo de orientar e prevenir, oportunizando alternativas de enfrentamento a violações de direitos de crianças e adolescentes em situação de rua e trabalho infantil. Chamamos toda a rede de proteção para somar conosco neste trabalho”, declarou a conselheira tutelar Lane Barbosa.

Dados preocupam

Apenas nos primeiros quatro meses de 2021, as equipes de Abordagem Social da Semasc abordaram 42 famílias, totalizando 72 crianças e oito adolescentes encontrados em situação de vulnerabilidade. No mesmo período, os canais de atendimento da secretaria receberam 69 denúncias de crianças nos semáforos.

“Devemos zelar pela proteção da criança e do adolescente, além de aplicar medidas protetivas ou outras medidas aos pais ou responsáveis quando ameaçam ou violam os direitos. O Conselho Tutelar Centro-Oeste, além de trabalhar uma reflexão por meio da campanha “Criança não é de Rua”, traz para nós uma atividade lúdica que está ensinando às crianças a autodefesa”, finalizou Graça Prola.

Em caso de violação de direitos, os canais de atendimento são os Disque Denúncia (0800 092 1407), Disque Direitos Humanos (0800 092 6644), Disque 100 (nacional) ou os números de telefone dos Conselhos Tutelares de cada zona. Os contatos podem ser consultados no site https://semasc.manaus.am.gov.br/conselhos-tutelares/

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.