Últimas

Covid-19: fim de semana tem entrega de 4 milhões de doses de vacina anticovid

O Brasil receberá neste fim de semana pouco mais de 4 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Os imunizantes foram adquiridos por meio do consórcio Covax Facility, coordenado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Segundo o Ministério da Saúde, está prevista para este sábado (1º.mai.2021) a chegada de 220 mil doses da vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. No domingo (2.mai), uma nova remessa desse imunizante chegará a São Paulo, com mais 3,8 milhões de doses.

O PNI (Programa Nacional de Imunizaçã) já recebeu reforço de 6,5 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, entregues nessa 6ª feira (30.abr) pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Foram entregues ainda 420 mil da CoronaVac, parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac.

O Brasil recebeu, na 5ª feira (29.abr), 1 milhão de doses da Pfizer/BioNTech, que serão distribuídas a partir de 2ª feira (3.mai). De acordo com o Ministério da Saúde, essa dinâmica foi definida a pedido de Estados e municípios.

Como o imunizante da Pfizer demanda estrutura de armazenamento com temperaturas baixas (entre -25ºC e -15ºC), a orientação do ministério foi que as doses fossem direcionadas sobretudo às capitais.

A agilização da entrega de vacinas ocorre em meio a dificuldades para obtenção de insumos e à redução do ritmo da imunização contra a covid-19. Pesquisa divulgada na 6ª feira (30.abr) pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios) indica que 673 cidades ficaram sem aplicar vacinas na última semana.

Fiocruz

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, disse que a fundação atingiu a capacidade de produção de 1 milhão de doses por dia e que já tem IFAs (ingredientes farmacêuticos ativos) suficientes para a primeira leva prevista, de 100,4 milhões.

A agência autorizou nessa 6ª feira (30.abr) a produção do IFA nas instalações de Bio-Manguinhos, Instituto de Tecnologia em Imunológicos da Fiocruz. Por enquanto, o insumo produzido será experimental.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.