Últimas

Diversão e aprendizado: estudantes da rede estadual participam de gincana on-line

Conteúdos das disciplinas História e Geografia foram foco, nesta semana, de uma nova gincana on-line promovida pela Escola Estadual (EE) Ruy Araújo, na zona sul de Manaus. Conduzida pelos professores Dilson Nascimento e Peterson Ferreira, a atividade foi direcionada aos estudantes da 3ª série do Ensino Médio e teve como objetivo engajar os alunos com as aulas e os temas trabalhados pela dupla, durante o ensino remoto.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Para completar a disputa, os estudantes participaram de atividades interativas em grupos de WhatsApp, tendo como base conteúdos como a Primeira Guerra Mundial e urbanização brasileira, por exemplo. Ao todo, os jovens tiveram de cumprir três provas, sendo duas individuais e uma coletiva, realizadas por meio do aplicativo de mensagem e do Formulários Google. Ao final, foram premiados o Aluno Destaque e a Melhor Turma.

“Foi uma excelente oportunidade para nossos estudantes interagirem e aprenderem de uma forma divertida. Nossa equipe escolar tem cada vez mais buscado superar as dificuldades impostas pela pandemia. Todos os dias, nossa gestora, professora Francinete Serrão, nos incentiva a criarmos atividades que nos aproximem dos estudantes. Eu me sinto feliz e realizado por poder proporcionar experiências como essas nesse momento difícil”, afirmou o professor de Geografia, Dilson Nascimento.

Responsável por ministrar as aulas de História na unidade, Peterson Ferreira contou que a gincana foi uma maneira de pausar a correria do dia a dia para que os alunos pudessem aprender de forma diferente: se divertindo. “Na gincana de História e Geografia, os estudantes da 3ª série puderam se descontrair em um jogo de perguntas e respostas. E, como em toda gincana, também teve prenda! Foi uma manhã divertida”, completou o docente.

Em uma das prendas, os alunos tinham que enviar fotos de objetos que foram utilizados durante a Primeira Guerra Mundial, como capacetes, aviões e máscaras de proteção contra gases. Em outra oportunidade, foi solicitado o envio de imagens que simbolizassem o êxodo rural. Charges e fotos de cenas de filmes, obras literárias e migrantes camponeses estiveram entre os registros enviados pelos estudantes. Cada prenda tinha que ser cumprida em dez minutos, tempo suficiente para buscar as imagens na Internet e enviar no grupo.

Todos os detalhes da gincana foram registrados no site https://gincanaruyaraujo.wordpress.com/, criado para divulgar as atividades realizadas pela unidade de ensino.

Engajamento – Como não poderia ser diferente, os alunos da EE Ruy Araújo adoraram a gincana. “Achei emocionante e fiquei com frio na barriga para responder as perguntas o mais rápido possível. Gostei dessa atividade diferente, é legal e todo mundo interage, o clima de competição para ganhar mais pontos é divertido! Estudar fica menos cansativo quando são propostas atividades assim”, destacou a estudante Ester Matos, da 3ª série 4.

Já Raiane Silva frisou que a disputa “não deixou a desejar”. “Foi um projeto muito bem elaborado e produtivo. Gostei das etapas e acredito que todos gostaram. Uma forma criativa de estudar e se divertir ao mesmo tempo. É muito bom ver como nós, alunos, interagimos e nos esforçamos para bater uma meta”, acrescentou a jovem, da 3ª série 2.

Reconhecimento – O aluno com maior pontuação na gincana recebeu uma premiação e o título de Estudante Destaque, e a turma com maior pontuação recebeu a premiação e o título de Melhor Turma. Nesta edição, Marcos Wendell Rodrigues foi o Estudante Destaque, e a Melhor Turma foi, pelo segundo ano consecutivo, a 3ª série 2.

“Gincana muito bem elaborada, com etapas completas e fáceis de serem aplicadas futuramente”, elogiou o vencedor Wendell Rodrigues.

Etapas – Na primeira prova, os alunos tiveram de responder um quiz de forma individual sobre os conteúdos relacionados. No segundo teste, eles precisaram interagir e responder novas questões, desta vez de forma coletiva. Por fim, os estudantes cumpriram uma espécie de prenda, onde deveriam seguir os comandos dados pelos professores e enviar as respostas no grupo do WhatsApp.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.