Últimas

Seap e Cetam certificam internos da UPI de Itacoatiara e realizam a abertura de novos cursos


Os reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), distante a 176 km de Manaus, concluíram mais um curso de capacitação profissional. Ao todo, 14 detentos da unidade prisional concluíram a capacitação, que contou com 90 horas de carga horária total. 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Eles receberam os certificados que atestam suas habilidades pelas mãos dos seus familiares, que emocionados, puderam constatar de perto a mudança de seus entes.

O curso de Serigrafia foi promovido na unidade por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e a empresa cogestora da unidade Reviver Administração Prisional Privada.

"Todos aqui deram o seu melhor para finalizar este curso. Nós conseguimos aprender novas técnicas e colocar em prática nossos conhecimentos dentro da unidade. 

A serigrafia é uma área nova para mim, eu estou gostando muito e pretendo fazer um bom uso dessa profissão, quero poder contribuir com a estamparia de roupas tanto aqui dentro da unidade, como lá fora. Quando sair, quero tentar abrir um negócio e mostrar para a sociedade que sou uma nova pessoa", conta o reeducando Raul Silva (nome fictício).

A cerimônia contou com a participação do Coordenador do Sistema Penitenciário (Cosip), Major Renan Carvalho; da chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc), Keyla Prado; e do diretor de Relações Empresariais e Institucionais do Cetam, major Guilherme Sette, acompanhado de Regiomara Lasmar, Coordenadora de Cursos do Cetam e mais seis representantes do órgão.

No curso de profissionalização, os detentos aprenderam a revelar e confeccionar telas, para fazer estampas em toalhas, uniformes e outros tecidos. De acordo com o instrutor do curso, Lindolfo de Jesus, os reeducandos tiveram um excelente aproveitamento e estão aptos a realizar, de forma cuidadosa, as atividades na nova profissão.

Para Keyla Prado, ofertar a capacitação profissional aos internos é uma das peças fundamentais para estruturar o caminho da ressocialização. "Esses internos estão aptos a realizar diversas atividades na área de serigrafia tanto aqui dentro da unidade, quanto lá fora, abrindo o seu próprio negócio e conquistando sua renda de forma honesta", disse.

"Quero agradecer, em nome do diretor-presidente do Cetam, Prof. Dr. José Augusto e ao Governador Wilson Lima, a oportunidade de participar dessa certificação. 

Esclareço que o ponto positivo dessa qualificação é saber, que a partir de agora, o estado contará com um interno que quando egresso, estará qualificado e pronto para entrar no mercado de trabalho totalmente ressocializado, tendo aproveitado todo o seu tempo de permanência dentro do sistema prisional de forma muito produtiva", disse o major Guilherme Sette.

Novos cursos - Com vistas a continuar preparando os internos para se reintegrar à sociedade, a UPI iniciou hoje os primeiros cursos de Corte e Costura e Pedreiro ofertados pelo Cetam na unidade. Eles terão carga horária de 150 e 160 horas, respectivamente.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.