Últimas

Sema firma acordo com UEA para potencializar Escola de Negócios da Amazônia em Unidades de Conservação

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) passou a integrar a lista de instituições parceiras da Rainforest Social Business School (RSBS) - a Escola de Negócios Sociais Sustentáveis da Floresta Tropical, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). A parceria foi formalizada nesta terça-feira (04/05), com a assinatura de um termo de adesão entre as instituições.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Implantada pela UEA em 2020, a Rainforest Social Business School é a primeira Escola de Negócios da Floresta Amazônica no Brasil. Sua atividade é voltada para a implementação de negócios que garantam o desenvolvimento econômico, a inclusão e equidade social, como oportunidades de mercado para produtos e serviços oriundos de florestas tropicais, respeitando seus ecossistemas e sociedades.

Com a assinatura do termo, a Sema poderá realizar mentoria para elaboração de Planos de Negócios junto aos estudantes, além de atuar na apresentação de investidores, abertura de editais de fomento, orientações para acesso a financiamento, oferta de palestrantes dentro do corpo técnico da Secretaria e, também, no acompanhamento de estudantes em atividades em campo nas Unidades de Conservação Estaduais.

Para o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, a adesão da Sema à Escola de Negócios visa, futuramente, colocar o Estado na vanguarda da bioeconomia no país, a partir da estruturação de um novo campo de conhecimento e prática de negócios na Amazônia, que levem em consideração as salvaguardas ambientais para estimular a geração de renda para as populações tradicionais.

“Nós estamos muito felizes com essa articulação. A UEA tem sido fundamental no desenvolvimento regional e na horizontalização desse desenvolvimento por todo o estado. A adesão da Sema é uma oportunidade para o Governo do Amazonas trabalhar, ao mesmo tempo, a agenda da conservação ambiental e a geração de negócios, transformando os ativos ambientais em soluções para um desenvolvimento econômico mais compatível com a nossa região”, disse o secretário da Sema.

Segundo o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, a parceria possibilitará, entre outras coisas, a melhor identificação de gargalos a serem solucionados. “Nosso foco é fortalecer as comunidades ribeirinhas de forma que haja a noção de empreendedorismo e que isso agregue valor aos produtos da nossa região e, naturalmente, promover as cadeias produtivas que nós temos aqui e estimular a geração de renda local. Ao mesmo tempo, a Sema sabe onde existem gargalos que precisam ser trabalhados e esses projetos, frutos da Escola de Negócios, vão se desenvolver a partir dessas dificuldades, propondo soluções novas para problemas que temos aqui há muito tempo”, destacou.

Inscrições abertas - As inscrições para o curso gratuito de pós-graduação Amazon Rainforest Business, da Escola de Negócios da Amazônia, foram prorrogadas para até o dia 18 de junho de 2021. O processo pode ser realizado pelo site da RSBS/UEA, no link https://rsbusinesschool.wixsite.com/rainforestsbs.

Além do formulário e o envio dos documentos necessários para a inscrição, o candidato deverá enviar um vídeo com, no máximo, 30 segundos, contato sobre a ideia de negócio ou do negócio já instalado. Todas as informações sobre o processo seletivo podem ser visualizadas no site da RSBS.

Para a primeira turma, a RSBS/UEA oferta 850 vagas distribuídas para Manaus e para os seguintes municípios do Amazonas: Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Tabatinga, Tefé, Coari, Lábrea, Parintins, Maués, São Gabriel da Cachoeira e Boca do Acre. A duração do curso é de 18 meses, com carga horária de 450 horas.

O resultado final dos candidatos aprovados será divulgado no dia 28 de junho de 2021. O período de matrícula será de 30 de junho a 2 de julho. A previsão para o início do curso é dia 19 de julho de 2021.

O curso pretende dar acesso a conhecimentos e técnicas de gestão e empreendedorismo, voltadas à constituição de negócios a partir do aproveitamento de recursos oriundos da floresta. A especialização é uma forma de incentivar o empreendedorismo de pessoas interessadas em atuar como gestores de cadeias produtivas ou consultores em negócios das Florestas Tropicais.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.