Últimas

Amazonenses encontradas mortas em São Paulo foram envenenadas; confira

Manaus/AM - O laudo pericial do IML de São Paulo apontou que as amazonenses Julia Renata Garcia Rafael, de 26 anos, e Claudia Cristina, de 35 anos, foram mortas por envenenamento.


Segundo a polícia, as duas ingeriram o veneno por meio de bebidas. Nos corpos delas não foram encontrados sinais de violência ou tiros.

As amigas desapareceram depois de irem a uma festa na comunidade Paraisópolis, em São Paulo e foram achadas mortas dias depois, no Rodoanel Mário Covas.

Uma das linhas de investigação é que Julia e Claudia tenham sido mortas pelo Tribunal do Crime da comunidade.

Os corpos foram enterrados e desenterrados, e em seguida desovados no local. As famílias ainda tentam realizar os traslados das vítimas para serem enterrados em Manaus.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.