Últimas

CPI convoca Google, Twitter e Facebook em razão de posts de Bolsonaro

Manaus/AM - Google, Twitter e Facebook foram convocados, nesta quarta-feira (23), para a CPI da Pandemia sobre o motivo de não tirarem do ar conteúdo considerado contrário às evidências científicas e às medidas sanitárias divulgados pelo presidente Jair Bolsonaro. 


Os pedidos de convocação foram anunciados pelo vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Bolsonaro chegou a a firmar, durante transmissão ao vivo pela internet, que a contaminação pelo coronavírus pode ser “mais eficaz” que a própria vacinação.

O Brasil registra até o momento mais de 18 milhões de infectados e mais de 502 mil mortos pela Covid. “O senhor presidente da República tem o direito de falar a besteira que quiser, ele só não tem direito de produzir o aumento desses números aqui, de cada vez mais disseminar notícias sem lastro na ciência que produzem o aumento desses números”, afirmou Randolfe na ocasião.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.