Últimas

Equipes da DEHS deflagram ação policial e prendem três pessoas envolvidas em crimes distintos na zona leste

Equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), realizaram, na tarde de quarta-feira (16/06), a prisão de três pessoas envolvidas em crimes distintos. No primeiro caso, uma jovem, identificada como Raquel Costa de Oliveira,19, foi presa por planejar a morte da sua mãe adotiva, Maria Izabete da Silva Ferreira, que tinha 58 anos. O crime ocorreu no último domingo (13/06), no bairro Zumbi dos Palmares, zona leste de Manaus.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Também foram presos, em flagrante, Jacqueline Mota dos Santos, 34, e Cleuton Almeida da Silva, 31, por extorsão mediante sequestro de uma jovem, de idade não informada, no bairro Mauazinho, na mesma zona da capital.

Durante coletiva de imprensa realizada na sede da Especializada, situada na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, estiveram presentes o delegado-geral adjunto da PC-AM, Tarson Yuri Soares; o delegado Alessandro Albino, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM); e os delegados Charles Araújo e Marília Campello, titular e adjunta da DEHS, respectivamente.

“Apresentamos aqui mais uma operação exitosa realizada pelas equipes da DEHS, que vêm realizando um excelente trabalho em tirar de circulação esses indivíduos que causam desordem na cidade. Agradeço também pelo empenho da Força Nacional de Segurança que, em parceria conosco, tem realizado um ótimo trabalho, trazendo de volta o sentimento de segurança à população”, destacou Tarson Yuri, delegado-geral adjunto.

De acordo com a delegada Marília Campello, no primeiro caso, que ocorreu no último domingo (13/06), as equipes desconfiaram do depoimento de Raquel, que é filha da vítima Maria Izabete, após ouvirem outras testemunhas do fato criminoso. Sendo assim, as equipes chegaram à conclusão que Raquel seria a responsável pelo crime. Após ter sido presa, confessou ter planejado o homicídio.

“No momento do crime, os infratores arrombaram a porta de trás da casa da vítima, entraram no imóvel e desferiram cerca de 12 golpes de faca contra ela. Raquel confessou que contratou dois homens da área onde mora e ofereceu a quantia de R$ 2,5 mil para que eles assassinassem a mulher. Efetuamos a prisão dela no mesmo bairro onde o crime ocorreu”, explicou Marília.

Durante as investigações, os policiais constataram que Maria Izabete já havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO) contra Raquel, alegando que a jovem teria pegado o seu cartão e utilizado de forma indevida, chegando no valor de R$30 mil. As equipes acreditam que o crime tenha sido motivado para que Raquel ficasse com o patrimônio de Maria Izabete.

Já no segundo caso, o delegado Charles Araújo contou que as diligências aconteceram após a mãe de uma jovem comparecer à DEHS, informando o sequestro de sua filha, imediatamente as equipes iniciaram as investigações e chegaram ao local onde a suposta vítima estava sendo mantida em cárcere privado, onde também efetuaram a prisão de Jacqueline e Cleuton.

“Segundo o que foi relatado para nossas equipes, o casal estava pedindo para a mãe da jovem uma quantia de R$ 500 referente ao pagamento de uma dívida relacionada a entorpecentes, que a mulher tinha, possivelmente, com o casal. Eles foram presos em flagrante e a suposta vítima já não se encontrava mais no local. Os dois confessaram o crime, mas relataram que foi algo armado, as investigações sobre o caso continuam para tentar localizar essa possível vítima”, explicou Charles.

Ainda durante a coletiva, o delegado Charles Araújo, relatou que Ricardson Oliveira Azevedo e Richardson Oliveira Azevedo, ambos de 25 anos, que estavam sendo procurados pelas equipes da DEHS, foram presos na quarta-feira (16/06) por policiais militares. Eles estavam sendo investigados por homicídios ocorridos entre os anos de 2019 e 2021, no bairro Coroado, zona leste de Manaus.

Procedimentos – Raquel irá responder pelo crime de homicídio qualificado. Já Jacqueline e Cleuton irão responder por extorsão mediante sequestro. Após procedimentos cabíveis na Especializada, eles serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficarão à disposição da Justiça.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.