Últimas

Filha de Ana Maria Braga se prepara para 3º parto em casa

A filha de Ana Maria Braga, Mariana Maffeis, de 38 anos, está na expectativa de dar à luz pela terceira vez em um parto realizado em sua casa.




A primogênita da apresentadora com o economista Eduardo Carvalho já é mãe de Joana, de 10 anos e Maria, de 6, e agora espera o terceiro filho com o professor de Yoga colombiano Badarik González.

Mariana contará com ajuda de duas parteiras e de uma doula para o nascimento do filho, que assim como das outras vezes, preferiu não saber ainda o sexo.

Ela explicou mais sobre os partos naturais: "Em 2011 nasceu a Joana e descobri que para que haja um parto domiciliar não é necessário tanta preparação quanto imaginamos, mas sim, uma confiança em relação aos profissionais que vão nos atender. Foi um trabalho de parto bem longo, foram quase 12 horas de processo ativo. A bebê estava com uma apresentação chamada de 'cabeça defletida', que, em vez de estar com o cocuruto da cabeça no colo do útero, ela estava com a testa, então costuma ser um trabalho de parto mais dolorido, como aconteceu na parte lombar, o que não impede o parto natural", contou.

. "Tive assistência dessa dupla de parteiras que trabalhavam juntas na época e da doula, com quem eu já tinha uma relação antiga. Foi muito importante a presença da doula e de uma das parteiras, que mexeu com acupuntura durante o trabalho de parto. Estava numa posição vertical, apoiada no cabideiro e a doula estava do outro lado do cabideiro fazendo o contrapeso, e consegui me apoiar para fazer a força final. O período expulsivo foi bem rápido. Ninguém acreditou, tanto que, quando rompeu o cordão umbilical na saída do bebê, ela caiu numa almofadinha que tínhamos posto embaixo. Brinco que ela nasceu de bungee-jump",

"Depois do nascimento da Joana, conheci uma parteira muito renomada, a Vilma Nishi. Ela tem 45 anos de parteria, é uma japonesa que trabalha sozinha. Eu já a estava procurando para um aconselhamento mais a nível feminino, mas descobri que estava grávida quando fui encontrá-la. Então ela me preparou para o nascimento da Maria, fez esse pré-natal. E gostei muito do atendimento dela. Foi com ela que aprendi mais como deve ser a preparação para o parto, qualquer que seja ele", afirma.

"Tem a ver com o que você sabe ou deixa de saber sobre sua situação atual, a sua família, como ela se constitui, como são os enredos. Aprendi muito com a Vilma Nishi sobre essa preparação do parto que tem totalmente a ver com o autoconhecimento. Então o parto da Maria foi bem rápido, com um trabalho ativo de menos de três horas. Também foi um parto vertical, só que sem apoio, eu mesma apoiei meu tronco sobre as coxas e a Vilma me deu a bebê, que ainda estava envolta na bolsa do líquido amniótico. Só estourou a bolsa nas mãos da Vilma. Lembro que na contração, eu tinha saído um pouco para a varanda da minha casa, ao ar livre, e foi bem bonito", lembra.

Ela conta que a mãe, Ana Maria Braga, não pode estar presente nos dois partos anteriores, mas espera poder estar neste. "Estou morando no interior e minha mãe em São Paulo. Vamos avisar a ela sobre o início do trabalho de parto porque a parteira, que é a Vilma Nishi, também vem de São Paulo e caso minha mãe consiga chegar a tempo vai ser muito lindo. Se ela estiver perto da nossa casa, no sítio dela em Bofete, que dá meia hora de onde moramos atualmente, talvez exista a possibilidade dela já estar mais perto".

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.