Últimas

Governo do Amazonas socorre 2.040 famílias vulneráveis de Caapiranga com Auxílio Estadual Enchente

Criado pelo governador Wilson Lima como resposta imediata às consequências sociais da inundação histórica dos rios da região, o programa Auxílio Estadual Enchente está impactando positivamente a vida de 2.040 famílias e um total de 8.160 pessoas em Caapiranga (a 134 quilômetros de Manaus em linha reta). Os moradores da sede e das comunidades ribeirinhas do município também foram contemplados com duas mil cestas básicas, para a garantia da segurança alimentar e nutricional.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Nesta sexta-feira (18/06), a titular da Secretaria de Estado da Assistência Social, Alessandra Campêlo, esteve no município para acompanhar as entregas do benefício. A gestora destacou o investimento de R$ 612 mil somente com esse programa e, também, o ineditismo do Auxílio Enchente.

“Esse é o maior programa de distribuição de renda emergencial durante uma cheia no Amazonas. São 125 mil famílias e mais de 500 mil pessoas que estão recebendo esse auxílio num momento tão difícil, quando, além da pandemia, a gente tem a maior enchente da história do Amazonas”, disse Alessandra.

A dona de casa Antônia da Costa Batista, 53, foi uma das pessoas atingidas pelo fenômeno natural, que este ano bateu todos os recordes em Caapiranga. A casa foi inundada e sua família foi acolhida pela Defesa Civil numa escola municipal. A dor foi amenizada com o Auxílio Estadual Enchente, no valor de R$ 300, em parcela única, e uma cesta básica.

“Isso é uma bênção realmente, porque as famílias estão precisando. As famílias estão desempregadas e esse benefício vem para suprir parte da necessidade. Agradeço ao prefeito, ao governador, aos deputados e a todos que olham por nós aqui do município”, afirmou dona Antônia.

O prefeito Tico Braz destacou, além do aspecto social, a importância econômica do Auxílio Enchente para a Caapiranga. O comércio local sofre os efeitos da pandemia e da cheia, mas a expectativa é de recuperação.

“Certamente é importantíssimo esses cartões, pois são mais de R$ 600 mil que vão aquecer o comércio local, vai ser comprado tudo no município, então vai ajudar todos os comerciantes que estão aptos a vender no cartão”, enfatizou o gestor.

Parcerias - A ação humanitária de caráter emergencial envolve diversos entes estaduais e municipais. A execução do programa está a cargo da Defesa Civil do Estado e Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), contando ainda com as secretarias de Estado de Educação e Desporto (Seduc) e de Produção Rural (Sepror), do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM). Envolve ainda as prefeituras municipais e suas respectivas pastas de Defesa Civil e Assistência Social.

Legislação – O programa Auxílio Enchente foi instituído pelo Decreto n° 43.818, de 6 de maio de 2021. É um benefício eventual, de caráter provisório, destinado às famílias atingidas pelo desastre da inundação no Amazonas. Consiste na entrega ao beneficiário de um cartão magnético com crédito de R$ 300, a ser usado na rede credenciada para aquisição de itens de primeira necessidade, como produtos da cesta básica. A meta inicial estabelecida para o programa era o atendimento de 100 mil famílias, com investimento total de R$ 30 milhões.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.