Últimas

Mulher é presa por mandar assassinar mãe em Manaus: 'era para ser com tiro'

Manaus/AM - Uma mulher foi presa suspeita de planejar a morte da própria mãe, Maria Elizabete da Silva Ferreira, 58, na noite da última segunda-feira (14), no bairro Zumbi, na Zona Leste. A enfermeira foi morta com 12 facadas na casa onde morava sozinha. 


De acordo com a polícia, a acusada era filha adotiva de Elizabete e a matou para ficar com a herança dela.

“A motivação foi patrimonial, a mãe estava com dinheiro guardado no banco e nós já verificamos que ela fez diversos saques e transferências. Encontramos também um boletim de ocorrência de 2020, que a vítima tinha registrado com a Raquel nesse sentido de que ela também já havia pego o cartão do banco dela”.

A delegada Marília Campelo conta que Raquel confessou ter contratado, por R$ 2,5 mil, dois traficantes do bairro para executar a mãe. No dia do crime, eles entraram pela porta da cozinha e atacaram a enfermeira a facadas:

“Infelizmente essa vítima morreu com 12 facadas, um crime violento, ela lutou muito pela vida dela. Os peritos localizaram diversas marcas de mãos e sangue pelas paredes, então ela sofreu e com certeza tentou correr”.

Marília afirma ainda que combinou com a dupla que a mãe seria morta com um tiro de pistola e que não sabia que os assassinos mudariam o plano e esfaqueariam Elizabete.

A mulher não confessou a motivação do crime, mas a polícia diz que a mãe pode ter descoberto sobre os saques que ela estava fazendo na conta dela:

“Ela confessa ser mandante do crime, ela não diz para a gente com todas as letras que a motivação é patrimonial, mas pelos indícios que nós coletamos, temos certeza disso. Do dia 8 de junho para cá, a movimentação é de R$ 30 mil entre saques e transferências”.

Os dois homens que cometeram a barbárie estão sendo procurados e podem ser presos a qualquer momento.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.